Reinaldo anuncia R$ 11 mi para Núcleo Industrial

Reinaldo anuncia R$ 11 mi para Núcleo Industrial

 

caravana-saude-160416 6

Governador Reinaldo e prefeito Murilo durante solenidade no Jorjão, onde anunciou o investimento no Núcleo Industrial. (Foto: A. Frota/Assecom-Dourados).

Dênes de Azevedo

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) anunciou um investimento de R$ 11 milhões no Núcleo Industrial de Dourados. “Para que o Núcleo possa receber empresas”, disse, durante solenidade na Caravana da Saúde, neste sábado, dia 16, no Centro Esportivo Jorjão.

Azambuja disse que esse investimento, mais asfalto e recapeamento, que serão lançados em breve, e ainda as ações na saúde fazem parte de um pacto com o prefeito Murilo Zauith (PSB) para desenvolver Dourados. “Eu e o Murilo temos um pacto de compromissos; logo vou estar aqui para dar ordem de serviço de obra de asfalto e recapeamento”, afirmou.

O governador também disse estar muito contente com o anúncio da Coamo, que escolheu Dourados para construir suas novas fábricas de esmagamento de soja e refino de óleo de soja. Destacou também o investimento de R$ 1,3 bilhão de JBS na região de Dourados. Você passa lá na rodovia e já vê a obra em andamento”, ressaltou. “São essa parcerias que temos que fazer para fortalecer a economia”, acrescentou.

 

NÚCLEO

O Estado já faz o projeto para as obras de infraestrutura do Núcleo Industrial de Dourados. A Agesul (Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos) do Governo do Estado publicou no Diário Oficial do Estado do dia 31 de março o extrato da ordem de serviço para a elaboração do projeto de pavimentação asfáltica.

A empresa que venceu tem 90 dias para entregar os projetos de infraestrutura do núcleo, que inclui pavimentação asfáltica e drenagem de águas pluviais. Para isto terá R$ 142.833,56, recursos do Fundersul. Com o projeto pronto o Estado fará a licitação da obra.

Na metade do ano passado o governador Reinaldo Azambuja assumiu o compromisso com a Prefeitura de Dourados e a Aced (Associação Comercial e Empresarial de Dourados) de realizar a infraestrutura necessária no núcleo para melhorar as condições para as empresas instaladas e atrair novos empreendimentos.

Esta infraestrutura inclui recuperação das ruas já abertas e asfaltadas, asfaltamento das ruas já abertas, abertura de novas ruas e asfaltamento completo. Será preciso fazer também um trevo de acesso e implantação de energia de alto KWA para atender a capacidade industrial.

Com isso, parece que a “novela” núcleo industrial de Dourados começa a se desenrolar. Durante os 16 anos de mandatos dos ex-governadores Zeca do PT e André Puccinelli não se realizou nenhum investimento no núcleo, a não ser o recapeamento da MS-156, que liga o trevo da BR-163, conhecido como Trevo do DOF, até a entrada do núcleo, feita por André.

O Núcleo Industrial de Dourados, localizado a 12 quilômetros do centro da cidade, tem hoje 12 empresas instaladas, que geram pelo menos 3.000 empregos diretos. Com as ampliações BRF (abate e processamento de frangos) e Bunge (esmagadora de soja) serão ampliados o número de empregos.