Festival gastronômico indicará prato típico de Dourados

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on print
Print
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on print

 

festival gastronomico 2106-lanca-180515 1
Lançado nesta quinta o 4º Festival Gastronômico Sabores de Dourados, que começa dia 21 de junho e segue até 21 de agosto. (Foto: A. Frota/Assecom).

Dênes de Azevedo

 

Quem participar do 4º Festival Gastronômico Sabores de Dourados, que começa dia 21 de junho e segue até 21 de agosto, poderá também indicar o prato típico de Dourados. Na ficha disponível nos restaurantes participantes haverá um espaço para a indicação do prato que a pessoa acha que deve representar Dourados na área da gastronomia, independente daqueles que estão no festival.

O lançamento do festival ocorreu na noite desta quarta-feira, dia 18, no pavilhão Exposhopping, na 52ª ExpoAgro. Outra novidade nesta edição é a inscrição online do restaurante que pretende participar no endereço [www.dourados.ms.gov.br/sabores]. O prazo para a adesão vai até o dia 30 deste mês de maio.

O presidente da Fundtur-MS (Fundação de Turismo de Mato Grosso do Sul), Nelson Cintra, destacou o festival como importante meio de gerar empregos e renda, num momento econômico difícil no Brasil. “Esse festival vai gerar emprego e renda em Dourados”, afirmou.

festival gastronomico 2106-lanca-180515 2
Prefeito de Dourados, Murilo Zauith diz que a cidade está celebrando bons dias. (Foto: A. Frota/Assecom).

Os requisitos básicos para a inscrição de um prato no festival é que o restaurante, pizzaria, bar ou marmitaria seja localizado no município de Dourados, regularizado como empresa do setor e que o prato contenha pelo menos um ingrediente agroecológico. Podem ser inscritos pratos a la carte, pizzas, porções e lanches.

O prefeito Murilo Zauith (PSB) destacou o potencial turístico regional de Dourados ao citar, por exemplo, o show do cantor Roberto Carlos, no ano passado, e a escolha da cidade para celebração da Rocha Olímpica, no dia 26 de junho. Segundo ele, a cidade está estruturada na área de serviços para atender muito bem toda a região. “Estamos celebrando bons dias de Dourados”, ressaltou.

Para o vereador Alan Guedes (DEM) é importante a iniciativa do poder público de promover o festival, que fomenta o turismo em Dourados. Já o também vereador Maurício Lemes (PSB) disse que o festival favorece a criatividade e fomenta a gastronomia em Dourados. Ele sugeriu a inclusão da categoria ‘food truck’ no próximo evento.

 

festival gastronomico 2106-lanca-180515 3
Presidente da Fundtur-MS, Nelson Cintra, destacou o festival como importante meio de gerar empregos e renda,. (Foto: A. Frota/Assecom).

MERCADO

Durante sua fala no lançamento do festival a secretária de Desenvolvimento Econômico Sustentável de Dourados, Elizabeth Salomão, informou que no primeiro trimestre deste ano foram abertas, em plena crise, 14 restaurantes, bares e marmitarias na cidade. Segundo ela, os números apontam que Dourados está na contramão da crise. “Dourados vive um momento especial com bares e restaurantes se expandindo”, afirma.

Sobre o festival Beth destaca o crescimento constante. De acordo com a secretária, no ano passado houve um aumento de 88% na participação em relação ao primeiro ano. A consumação dos pratos também aumenta ano a ano. Uma pesquisa do Núcleo de Turismo da secretaria mostra que 15% das pessoas que participaram do Festival são turistas. “Num momento de crise a administração municipal acredita e investe”, ressalta.

 

FOMENTO

O festival acontece nos restaurantes. Quem degustar os pratos e preencher a ficha concorre a uma viagem com acompanhante para João Pessoa. Quem consumir cinco pratos diferentes e carimbar o passaporte ganha um kit de vinhos. Este ano o restaurante que tiver o prato mais curtido no Facebook será homenageado com uma placa de reconhecimento social.

“O festival acontece justamente num período de baixa demanda, que é o inverno. O festival incentiva as pessoas a sair de casa para degustar a gastronomia de Dourados”, afirma Elizabet Salomão.

Idivaldo Barreto Nascimento, sócio proprietário da Cantina Mato Grosso, participa desde a primeira edição. Para ele, o evento é importante para fomentar a área gastronômica num período de baixa demanda. O empresário também acha que o atual modelo, sem competições pelo melhor prato, fica mais democrático e incentiva mais a participação. A Cantina atende na Rua Coronel Ponciano e no Clube Indaiá. A maior consumação dos pratos do festival acontece na Coronel Ponciano, segundo Idivaldo.

Aldo César Makert, da Universidade da Pizza, que é presidente da Abrasel/MS Regional de Dourados, também participa do festival. Ele disse na abertura que os empresários interessados em se filiar na entidade terão descontos na adesão durante todo o período do festival. Ele destacou o festival como importante e, inclusive, responsável pela reativação da Abrasel em Dourados.

Rafael Brait, sócio da Dio Santo, afirma que o festival é importante para a apresentação ao público de novos pratos ou mesmo de pratos já existentes no restaurante que não são muito pedidos pelo público. “A gente observou que após o festival o prato apresentado continua sendo bem pedido”, ressalta. Ele destaca o fato de o festival promover um giro de maneira geral entre os restaurantes participantes. “Normalmente a pessoa costuma ir sempre nos mesmos restaurantes, mas o festival faz com que elas circulem e experimentem os pratos dos outros restaurantes também”, explica.