Cuiabá, portão de entrada do bioma do Pantanal, recebe a a tocha olímpica nesta quinta-feira

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on print
Print
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on print

 

cuiaba-Igreja de Nossa Senhora do Rosário e São Benedito.Foto-Beto Garavello-Lume
Igreja de Nossa Senhora do Rosário e São Benedito, em CVuiabá (Foto: Beto Garavello/Lume).

Localizado na região Sul do estado do Mato Grosso, o município de Cuiabá – conhecido como o portão de entrada do bioma Pantanal recebe a tocha olímpica nesta quinta-feira (23). A paisagem será inesquecível, repleta de planícies alagadas e de uma grande diversidade de espécies de animais e vegetais típicos da região.

O revezamento da tocha terá início no município mato-grossense de Várzea Grande, localizado na margem oposta do Rio Cuiabá, onde visitará a Praça Aquidaban e a Igreja de Nossa Senhora do Carmo, antes de chegar em Cuiabá. Após a passagem pelos atrativos turísticos da capital, como a Praça das Bandeiras e a Igreja de Nossa Senhora do Rosário e São Benedito, o símbolo olímpico encerrará a vista histórica com a celebração na Arena Pantanal.

Para marcar a passagem do símbolo dos Jogos, a Agência de Notícias do Turismo selecionou algumas para aqueles que querem entrar em contato com a natureza, rezar e apreciar a bela gastronomia da cidade.

cuiaba-Museu Rondon.Foto-divulgação-Embratur
Cuiabá tem o Museu Rondon, que conta a historia do grande sertanista. (Foto: Embratur).

No âmbito cultural, Cuiabá é marcado pelas influências indígenas, quilombolas, europeias e da população ribeirinha. A herança indígena é preservada no Museu Rondon, e manifestada na gastronomia da capital, que é baseada nos peixes típicos do Rio Cuiabá, como o dourado. As danças típicas, como o siriri e o cururu, e o artesanato tiveram seu desenvolvimento influenciado pelas tradições quilombolas e ribeirinhas, respectivamente.

A religiosidade e o Centro Histórico de Cuiabá, tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, preservam o legado cultural dos europeus na capital mato-grossense. A Festa de São Benedito é uma das principais manifestações religiosas da cidade, marcada pelas bandeiras em homenagem ao santo, pelas comidas típicas e pela procissão que tem como destino a Igreja de Nossa Senhora do Rosário e São Benedito, localizada no Centro Histórico.

O contato com a natureza e com a cultura local encantaram o turismólogo mato-grossense Leandro Carvalho Lima em seus passeios pala capital. “Além das paisagens naturais deslumbrantes às margens do Rio Cuiabá, a capital tem um clima receptivo de cidade pequena, em que podemos ter um contato mais próximo com as pessoas e conhecer sua riqueza cultural durante a visita”, conta. (Por Pedro Fideles, do MTur).