Brasil e Reino Unido assinam acordo de cooperação

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on print
Print
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on print
O ministro do Turismo Marx Beltrão, e o Encarregado de Negócios da Embaixada do Reino Unido no Brasil, Wasim Mir, assinaram nesta terça-feira (21) um memorando de entendimento para cooperação de médio e longo prazo no campo do turismo e hospitalidade. O documento estabelece oportunidades de qualificação e formação profissional para estudantes brasileiros participarem de programas acadêmicos e estágios em Instituições de Ensino do Reino Unido.
 
A cooperação já trará frutos no próximo ano, quando 120 alunos de cursos de graduação de instituições públicas e privadas brasileiras passarão por um treinamento de até três meses no Reino Unido. A proposta é complementar a formação dos estudantes em outro idioma e o aperfeiçoamento em técnicas de turismo e hospitalidade.
 
“O Brasil ganha muito com a cooperação internacional na área de turismo e hospitalidade, contribuindo para o aumento da competitividade de nosso país”, afirmou Beltrão. O ministro do Turismo disse, ainda, que já conversou com empresários para que, ao retornar ao Brasil, os estudantes sejam contratados pelo setor para colocar em prática os ensinamentos conquistados com a experiência no exterior.
 
A Coordenadora do Programa de Bolsas da Embaixada, Caroline MacDonald, ressaltou a importância da troca de experiências dos estudantes com outras culturas e os benefícios não só para a atividade acadêmica, mas também para a experiência profissional desses estudantes. Caroline propôs, ainda, um encontro entre os ex-bolsistas e os alunos que ainda participarão do intercâmbio, para troca de experiências e formação de uma rede de conhecimento.
O MTur já realizou cooperações exitosas com Portugal, em 2013, e com o próprio Reino Unido e a Espanha em 2014. Desde que assumiu a gestão da Pasta, em 2015, o ministro Marx Beltrão se comprometeu a transformar os programas de qualificação em uma política pública perene e, em janeiro deste ano, publicou uma portaria para estabelecer o Programa de Qualificação Internacional em Turismo e Hospitalidade. (Por Mariana Oliveira, do MTur).