Ampliação do aeroporto deve começar em junho

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on print
Print
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on print

aeroporto

O general William esteve na Prefeitura mantendo contatos com o assessor especial de Planejamento Estratégico, José Elias Moreira e aproveitou para informar à prefeita sobre os procedimentos que já foram encaminhados nesse projeto do aeroporto, como a licitação realizada na semana passada e os primeiros passos dados para o cumprimento do TED (Termo de Execução Descentralizada), o instrumento que vai permitir a execução dessas benfeitorias.

A prefeita agradeceu a visita e disse que Dourados considera estratégica essa obra, para poder avançar em novas frentes, como definiu o secretário de Governo, Celso Schuch: “Buscar a nossa independência econômica e a descentralização do eixo de desenvolvimento regional”.

De acordo com o comandante da Brigada, o investimento global da ordem de R$ 49 milhões, alocados no PIL (Programa de Investimento em Logística), será aplicado rigorosamente dentro dos princípios da correção, seguindo os dispositivos da Lei 8.666 [que trata dos processos licitatórios] “para dotar a cidade de um apoio importante e estratégico para a segurança e defesa, considerando a nossa proximidade com a fronteira”.

O general William disse, ainda, que as obras no aeroporto de Dourados vão envolver equipes dos Batalhões de Cuiabá, no Mato Grosso, e de Aquidauana e Jardim, em Mato Grosso do Sul, além de pessoal especializado de Minas Gerais. Depois da ampliação e restauração da pista de pouso e decolagem, execução de nova pista de taxiway, pátio de aeronaves e áreas de escape, o Município estará habilitado a receber modelos 800 do Boeing 737, com capacidade para até 180 passageiros.