Dourados movimenta 100 mil passageiros no ano de 2015

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on print
Print
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on print

 

O aeroporto Francisco de Matos Pereira, de Dourados, movimentou no ano passado 100.793 passageiros. O número é 5,6% menor do que os 106.469 passageiros de 2014. Os motivos não são a queda na demanda, mas os problemas das companhias, principalmente da Passaredo, que cortou voos em função de remanejamento da malha no país.

Em 2015 foram 51.254 embarques e 49.539 desembarques. O mês de maior movimentação foi outubro, com 10.426 embarques e desembarques e o com menor foi janeiro, com 6.768. Janeiro é o mês em que a Azul, a outra companhia que opera na cidade, remaneja aeronaves para atender a demanda turística de verão. Neste mês de janeiro, por exemplo, a cidade está contanto com apenas um voo diário da Azul para São Paulo.

Em Dourados a Azul opera voos para São Paulo (Campinas), com conexão para outros 100 destinos no Brasil e no exterior. A Passaredo opera voos para São Paulo (Guarulhos), com conexão para 8 destinos e ainda code-share com a TAM para outras dezenas de cidades. Além disso, opera no aeroporto a aviação geral, que são aeronaves de executivos, e as escolas de aviação.

A demanda por voos em Dourados para as principais cidades do país é grande, não sendo atendida concretamente apenas pela Azul e Passaredo. Hoje operam em Dourados aeronaves com capacidade máxima de 70 passageiros. A demanda das agências de turismo, por exemplo, é atendida na maioria pelo aeroporto de Campo Grande.

Em função disso o prefeito Murilo luta para viabilizar recursos para ampliar o aeroporto, permitindo operação de companhias como TAM, Gol e Avianca. Esse trabalho para conseguir os recursos federais acontece desde 2011, quando ele assumiu a Prefeitura.

Tramita no governo federal um projeto desde 2012, incluindo no Programa de Aviação Regional, para ampliar a capacidade de operação para aeronaves de até 168 passageiros. A nova estrutura comportaria aviões das demais companhias.

A Prefeitura e o Governo do Estado trabalham neste início deste ano para atender detalhes requeridos pela empresa que faz as licenças ambientais para que a obra, enfim, seja licitada pelo Governo Federal. O investimento é de R$ 40 milhões na ampliação da pista, operação por instrumentos, estrutura de segurança e construção da nova estação de passageiros. (Assecom/Dourados).

Em Dourados há demanda para mais voos, mas atendimento depende da ampliação do aeroporto

Foto: Divulgação