1ª PARTE DO CENTRO DE CONVENÇÕES DE DOURADOS É ENTREGUE

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on print
Print
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on print

 

 

 

centro-de-convencoes-de-dourados-3
Centro de Convenções foi entregue na noite desta sexta-feira. (Foto: A.Frota).

Dênes de Azevedo

 

A Prefeitura de Dourados entregou na noite desta sexta-feira, dia 09, as duas primeiras fases de obras do Centro de Convenções de Dourados, denominado Antônio Tonanni. A partir da conclusão do acabamento do auditório, que segundo a secretária de Desenvolvimento Econômico Sustentável, Elizabeth Salomão, acontece nesta segunda-feira, o centro já pode ser usado normalmente para eventos.

Esta etapa compreende 1.800 m² de construção, que abriga um espaço multiuso (que pode ser usado para exposições, palestras, shows, workshops, etc), um auditório para 280 pessoas, copa, área de serviço, cozinha, restaurante, mezanino, área administrativa com 6 salas e banheiros.

Pelo projeto inicial a obra previa mais dois auditórios, um de 700 e outro de 400 lugares. Porém, o secretário de Planejamento, Luis Roberto Martins Araújo, falou na solenidade em apenas mais um de mil lugares. Quando completo, o centro será capaz de receber grandes eventos.

Nesta primeira etapa está sendo entregue também o estacionamento asfaltado. Luiz Roberto disse que já está licitado um recurso de R$ 1,4 milhão para serem aplicados ainda na parte externa, incluindo cercamento, ajardinamento e estacionamentos e outras obras de infraestrutura.

A obra começou em 2007, ainda na gestão do ex-prefeito Laerte Tetila. Não se sabe por quais motivos foram licitadas três empresas para tocar o mesmo projeto, o que acabou virando uma confusão, a partir do momento que uma das empresas abandonou a obra e as demais não tinha como desenvolver as fases subsequentes.

O secretário Luis Roberto afirma que a retomada da obra só foi possível devido a determinação do prefeito atual, Murilo Zauith (PSB). “A obra estava abandonada, numa situação muito difícil de ser retomada. Havia o risco de cancelamento de convênios e a Prefeitura ter de devolver todo o dinheiro. Se não fosse o desejo e a força de vontade do prefeito a obra não teria saído”, disse.

O prefeito falou da importância do centro de convenções dentro do contexto de desenvolvimento de Dourados. “Criamos o ambiente para os investimentos; o empresário não investe onde não vê confiança. Nossa cidade está muito viva, com as pessoas nas ruas à noite, na praça, nos restaurantes”, disse Murilo. “Que cidade no Brasil tem o volume de investimentos que estamos tendo, que tem um investimento igual ao da Coamo?”, questiona.

O vereador Idenor Machado, presidente da Câmara Municipal, disse que ver o centro de convenções pronto é um sonho. Ele lembrou que acompanha a obra desde a escolha do terreno, em 2006, quando ainda era suplente de vereador. “Era uma expectativa muito grande; Dourados tinha que ter essa referência para dividir o palco de eventos com a Câmara. Não tem como uma cidade deste tamanho não ter um centro de eventos”, ressaltou.

O deputado federal Geraldo Resende destacou a iniciativa de Murilo, de assumir o desafio de terminar a obra, que segundo ele, ficou muito bonita. “A gente passa ali na rodovia, ali na frente, e ficava apavorado com o abandono”, disse.

A secretária Elizabeth Salomão destacou a homenagem feita ao empresário Antônio Tonanni, que dá nome ao empreendimento. “Tonanni era um sábio e um tremendo empreendedor e que gostava de coisas bonitas”, disse. Na solenidade o prefeito entregou uma placa à família em reconhecimento ao trabalho prestado por Tonanni a Dourados, que foi recebida pelo radialista Amarildo Ricci.

A empresária Ana Paula Vilela, que atuava na área de turismo no momento da luta pelo centro de convenções, disse que se emocionou ao ver a obra pronta. “A gente defendeu que o centro tinha de ser nesse local; ajudamos na permuta da área e conseguimos o recurso de emenda parlamentar do senador Delcídio do Amaral. É um espaço muito bonito na nossa cidade”, disse.

A Prefeitura não divulgou o valor do investimento, mas de acordo com notícias publicadas pelos sites de dourados anteriormente, já foram aplicados em torno de R$ 3,8 milhões no espaço, mais contrapartida de R$ 622 mil da Prefeitura. Finalizado, o centro custará mais de R$ 7 milhões.