Senai investe R$ 8,2 mi em 2 novos laboratórios em Dourados

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on print
Print
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on print

 

Presidente da Fiems assinou ordem de serviço no valor de R$ 3 milhões para a reforma do laboratório de microbiologia e construção da nova cantina, com áreas de convivência e passarelas do Senai de Dourados - Foto: Divulgação
Presidente da Fiems assinou ordem de serviço no valor de R$ 3 milhões para a reforma do laboratório de microbiologia e construção da nova cantina. (Foto: Divulgação).

Como parte do Complexo do Instituto Senai de Tecnologia em Alimentos e Bebidas (IST Alimentos e Bebidas), o presidente da Fiems, Sérgio Longen, inaugurou, nesta terça-feira (06), em Dourados, os dois novos laboratórios do Senai no município, que juntos receberam investimentos da ordem de R$ 8,2 milhões, já incluindo obras e equipamentos de ponta. Trata-se do LabSenai Físico-Químico e Laboratório Aberto do Senai, que juntos vão atender as indústrias de alimentos e bebidas da região sul do Estado.

Segundo Sérgio Longen, a entrega dos dois novos laboratórios do Senai de Dourados é um dia muito alegre para o Sistema Fiems, pois, há três semanas, já tinham sido inaugurados o Novo Sesi de Três Lagoas, com um investimento em educação de quase R$ 40 milhões, e o novo bloco do Senai de Campo Grande, que consumiram outros R$ 30 milhões. “Encerramos em Dourados o nosso calendário de inaugurações para este ano de 2016, entregando obras voltadas para oferecer o total apoio ao setor industrial e ao desenvolvimento regional do Estado”, reforçou.

Ainda durante o evento, o presidente da Fiems assinou ordem de serviço no valor de R$ 3 milhões para a reforma do laboratório de microbiologia e construção da nova cantina, com áreas de convivência e passarelas do Senai de Dourados. A antiga cantina da unidade, com 322 m², será demolida e dará espaço para uma estrutura com 741 m², mais ampla e adequada às necessidades do Senai local.

Para o governador Reinaldo Azambuja, que também participou da cerimônia de inauguração, os dois laboratórios são de suma importância para as indústrias de alimentos e bebidas da região. “Isso é uma segurança, pois vai trazer qualidade para os produtos consumidos em Dourados e é isso que importa, a saúde das pessoas. Além disso, essas obras trarão segurança para as empresas, mas, principalmente, para quem consome. Ter esse tipo de análise é fundamental, já que antes era feita fora de Mato Grosso do Sul e hoje existe essa possibilidade de ser realizada em Dourados. Parabenizo a todos porque vamos ganhar tempo, ter economia e o know how do Senai”, afirmou.

Já o prefeito de Dourados, Murilo Zauith, destacou que se despede da Prefeitura com muitos motivos para agradecer ao Sistema Fiems. “Durante a minha gestão, participei da inauguração de laboratórios, reformas e ampliações que denotam a parceria incessante do Senai com Dourados e os municípios da região. Temos uma produção considerável de hortifrutigranjeiros e produtos de origem animal e já estamos firmando convênio para análise desses produtos. Os pequenos produtores serão diretamente beneficiados com a inauguração dos novos laboratórios”, frisou.

O deputado estadual Zé Teixeira completou que o fato de a região receber benefícios e investimentos é sempre motivo de alegria. “Quando a Fiems vem investir na ampliação dos laboratórios do Senai em Dourados, você está demonstrando que o Sistema Indústria se preocupa com a cidade. Por isso, quero parabenizar o presidente Sérgio Longen por essa parceria de sempre com a nossa cidade”, finalizou.

Os laboratórios

O diretor-regional do Senai, Jesner Escandolhero, explica que os dois laboratórios chegam para consolidar uma série de investimentos que estão sendo feitos na unidade de Dourados ao longo dos anos. “No caso específico do LabSenai Físico-Químico, ele completa a infraestrutura do IST Alimentos e Bebidas. Por entender que a vocação da região de Dourados e dos municípios do entorno é a agroindústria, eu considero estratégica a criação dessa grande infraestrutura de suporte para as indústrias locais”, detalhou.

O LabSenai Físico-Químico recebeu investimento de R$ 1,7 milhão na edificação de 458,46 m², tendo 21 ambientes, incluindo copa, banheiros, sala de espectrometria, de preparo de amostras, de análises de resíduos contaminantes, de treinamento e de reuniões. Além disso, foram investidos do valor total R$ 3 milhões em equipamentos importados de alta resolução e qualidade e mais R$ 3 milhões em equipamentos nacionais.

Entre os equipamentos importados estão o cromatógrafo líquido de alta performance, espectrômetro de emissão ótica por plasma indutivamente acoplado, cromatógrafo a gás acoplado ao detector de massas e sistema de extração de fase sólida. O laboratório ainda tem mão de obra qualificada, que incluem equipe técnica multidisciplinar como engenheiros de alimentos, químicos industriais, biólogos e técnicos em química e alimentos.

O espaço oferecerá análise de fertilizantes e pesticidas, análise de resíduos e contaminantes, análise de metais, análises de microtoxinas e aflotoxinas, análises de qualidade do leite, análises de vitaminas, capacidade de analisar todos os compostos orgânicos e inorgânicos de baixo e alto peso molecular.

Já o Laboratório Aberto do Senai, que atua desde novembro de 2014, é acessível a qualquer pessoa física ou jurídica, disponibilizando equipamentos e facilidades para desenvolver o que imaginar, adotando o conceito “faça você mesmo”. Ele desenvolve produtos, processos e negócios, criação e co-criação de novos produtos alimentícios, prototipagem de produtos, treinamento, modelagem de negócios empreendedores e rodada de negócios.

Para isso, disponibiliza o Espaço Coworking, que permite o modelamento da ideia, o Centro de Processamento de Alimentos (CPA), onde são desenvolvidos protótipos, o Laboratório de Extração de Óleo, onde também são desenvolvidos protótipos.