Labotatório do Senai Dourados vira referência para indústria desenvolver novos alimentos

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on print
Print
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on print

As indústrias de alimentos de Dourados e região contam com um importante suporte no momento em que decidem desenvolver ideias de novos produtos e testá-los. Trata-se do Laboratório Aberto Senai de Inovação e Criatividade, que funciona nas dependências do IST Alimentos e Bebidas (Instituto Senai de Tecnologia em Alimentos e Bebidas), em Dourados. Alguns projetos já foram concluídos, utilizando o laboratório como suporte, tais como ração para jacaré; shake para idosos; desenvolvimento de produtos cárneos, bebidas, embutidos e produtos instantâneos.

Alguns projetos já foram concluídos, utilizando o laboratório como suporte, tais como ração para jacaré; shake para idosos
Alguns projetos já foram concluídos, utilizando o laboratório como suporte, tais como ração para jacaré; shake para idosos

O Laboratório Aberto do Senai de Mato Grosso do Sul é o primeiro e único que atua no apoio a competitividade das indústrias de alimentos e bebidas, desde o refinamento do conceito da ideia, o desenvolvimento e testes de produtos e processos, assim como o apoio na criação do modelo comercial, utilizando o modelo de co-criação entre especialistas do Senai e empreendedores.

Segundo o diretor técnico do Senai, Gilberto Schaedler, o laboratório é um  ambiente que proporciona aos estudantes, universitários, startups, incubadoras tecnológicas, empresas juniores, micro e pequenos empreendedores, pequenas, médias e grandes empresas e empreendedores a possibilidade de desenvolver ou aperfeiçoar suas ideias, processos, produtos e negócios.

“Além disso, garante mais acessibilidade dos empreendedores à estrutura do Senai  e proporciona oportunidades de novos negócios, fortalecendo a cadeia produtiva e gerando inovação em produtos, serviços, processos e tecnologia”, disse.

Segundo o empresário Claudeci Vieira, da empresa Galáticos, o desenvolvimento da fórmula do shake de cereais atingiu todas as expectativas sugeridas, e estão com mais ideias inovadoras para novos projetos.

Projetos

O Senai Nacional, MCTI (Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação ) e Sebrae constituíram o programa Sibratecshop para fortalecer o movimento do empreendedorismo inovador no Brasil, com a proposta de um ambiente em que os empreendedores e indústrias de alimentos e bebidas possam desenvolver novos produtos, com apoio de uma equipe especializada.

O Sibratecshop está disponibilizando neste ano um recurso de R$ 600 mil, para o desenvolvimento de até 3 projetos de até R$ 30 mil por empresa que tenha um faturamento máximo de R$ 3,6 milhões por ano. Nestes projetos as empresas devem oferecer uma contrapartida de 50%.

Serviço – Mais informações sobre o IST Alimentos podem ser obtidas diretamente na sede da unidade, que fica na Rua 20 de Dezembro, nº 2.645, Bairro Jardim Rasslem, em Dourados (MS), ou pelo telefone (67) 3411-2600

Assessoria Fiems