MS vai atualizar programa de desenvolvimento em logística

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on print
Print
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on print

Extrato publicado no Diário Oficial da União ratifica contratação de R$ 2,146 milhões de empresa responsável por atualizar programa de logística e definir prioridades estratégicas de desenvolvimento, como hidrovia, novos portos, malhas ferroviária e rodoviária em Mato Grosso do Sul.

O contrato foi firmado em fevereiro deste ano com a empresa EPL Empresa de Planejamento de Logística S.A) e ratificado hoje, com a publicação pela União.

O objetivo do contrato é realização de diagnóstico logístico para MS, pelo Observatório Nacional de Transporte e Logística, da Gerência de Inteligência e Negócios. O valor total é de R$ 2.146.875,79.

A partir de 2014, a EPL elaborou plano para todo o País, em função do Plano Nacional de Logística e Transporte. Em Mato Grosso do Sul, esse planejamento foi feito em 2015, embasando boa parte dos projetos de infraestrutura.

De lá para cá, segundo governo estadual, houve avanço na Rota Bioceânica e construção de terminais portuários e entrega da licitação da nova Malha Oeste e do projeto da Ferroeste.

“Tudo isso nos obrigou a fazer uma revisão do nosso PELT, por isso a contratação da EPL, que já trabalha conosco na avaliação de competitividade de produtos em relação à Rota Bioceânica”, disse, à época, o titular da Semagro ( (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar), Jaime Verruck.

Conforme extrato publicado hoje, o trabalho será desenvolvido em prazo de 12 meses, na sede da EPL, em Brasília, a contar da assinatura da ordem de serviço, contando com diversas visitas técnicas a diversos municípios.