Dólar cai 0,45%, a R$ 3,096, e fecha no menor valor desde julho de 2015

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on print
Print
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on print

14/02/2017

 

Moedas

Dólar Comercial: 3,0940(compra) 3,0960(venda) -0,45% (variação)

Dólar Turismo: 2,9300(compra) 3,2400(venda) -0,92% (variação)

Euro Comercial: 3,2614(compra) 3,2628(venda) -1,11(variação)

Libra: 3,8441(compra) 3,8456(venda) -1,39% (variação)

Guarani: 1.770 (compra) 1.830 (venda)

(Fonte: Uol e Cambios Chaco – fechado às 18h36)

 

Bolsa

Índice Bovespa fechou em -0,38% (66.712,8) nesta terça-feira.

(Fonte: Uol)

 

Commodities

Soja: 69,00(BA) 64,17 (GO) 66,43(MG) 62,13(MS) 60,02(MT) 65,24(PR) 65,35(RS) 69,00 (SC) 69,11 (SP)

Milho: 44,33(BA) 30,91(GO) 33,27 (MG) 25,22 (MS) 24,15 (MT) 26,54 (PR) 27,51 (RS) 31,11(SC) 32,76 (SP)

Algodão: 99,40(BA) 63,99 (GO) 91,34(MG) 70,00(MS) 87,04(MT)

Arroz: 50,00(BA) 68,00(MT) 59,50(PR) 48,94(RS) 58,26(SP)

Feijão: 179,00(BA) 129,59(PR) 195,56(RS) 162,00(SC) 126,03(SP)

 

Bovinos: 144,88 (BA) 134,13 (GO) 136,37(MG) 133,50(MS) 124,16(MT) 147,69(PR) 4,94(RS) 154,93(SC) 147,03(SP)

Aves: 2,75 (MG) 2,65(PR) 2,42(SC) 2,55(SP)

(Fonte: Agrolink – fechado às 18h43)

 

Petróleo (Brent): US$ 54.770 (+2,07%)

Ouro: US$ 1229,820 a onça-troy (-0,02%)

Prata: US$ 17,962 (-0,16%)

Platina: US$ 1003,700 (0,03%)

Paládio: US$ 783,600 (+0,28%)

(Fonte Uol – fechado às 18h45)

 

Índices

Salário Mínimo: R$ 937,00 (2017)

Global 40: +112,32

TR: +0,02%

CDI: +12,88%

SELIC: +13,00% (2/12)

IPCA: +0,38% (Jan/17).

IPC-Fipe: +0,32 (Jan/17)

IGP-M: +0,64 (Jan/17)

INPC: +0,42 (Jan/17)

(Fonte Uol)

 

UAM-MS (Unidade de Atualização Monetária de MS)

 

2017

– Jan/2017: R$ 3,5719

 

2016

– Dezembro/2016: R$ 3,5407

– Novembro/2016: R$ R$ R$ 3,5361

– Outubro/2016: R$ R$ R$ 3,5350

– Setembro/2016: R$ R$ 3,5199

– Agosto/2016: R$ 3,5337

– Julho/2016: R$ 3,4770

– Junho/2016: 3,4381

– Maio/2016: R$ 3,4258

– Abr/2016: R$ 3,4111

– Mar/2016: R$ 3,3844

– Fev/2016: R$ 3,3334

– Jan/2016: R$ 3,3188

(Fonte Sefaz/MS)

 

UFERMS

 

2017

– Jan/Fev-2017: R$ 24,43

 

2016

– Dez/2016: R$ 24,39

– Out/2016: R$ 24,28

– Ago/2016: R$ 23,99

– Jun/2016: R$ 23,63

– Abr/2016: R$ 23,35

– Fev/2016: R$ 22,90

(Fonte Sefaz/MS)

 

ESTATÍSTICAS DA ECONOMIA AGRÍCOLA ANO BASE 2015

http://www.agricultura.gov.br/arq_editor/Pasta%20de%20Dezembro%20-%202015.pdf

 

Vendas no comércio caem 6,2% em 2016,

pior resultado em 15 anos, diz IBGE

 

supermercado-eco2

As vendas no comércio brasileiro caíram 6,2% em 2016, informou o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) nesta terça-feira (14). Foi o pior resultado em 15 anos, desde 2001, quando começa a série histórica do instituto, e o segundo ano seguido de perdas. Em 2015, as vendas já haviam caído 4,3%.

Em dezembro, as vendas recuaram 2,1% na comparação com novembro, quando subiram 1%. Em relação ao mesmo mês do ano anterior, houve queda de 4,9%, no 21º recuo seguido.

De acordo com Isabella Nunes, economista do IBGE, o consumo e o comércio foram impactados ao longo de 2016 por fatores que inibem o consumo, como a inflação, os juros altos e enfraquecimento do mercado de trabalho.

“Sobre 2017, podemos dizer que o cenário doméstico melhorou em parte pela inflação que já começou a ceder e os juros que estão diminuindo, mas o mercado de trabalho, que tem um peso relevante para a demanda, continua fragilizado”, disse.

 

Dólar cai 0,45%, a R$ 3,096, e fecha

 no menor valor desde julho de 2015

O dólar comercial fechou esta terça-feira (14) em queda de 0,45%, cotado a R$ 3,096 na venda. Este é o menor valor desde 2 de julho de 2015, quando fechou exatamente com a mesma cotação. Na véspera, a moeda norte-americana havia ficado praticamente estável, com leve alta de 0,03%.

Influenciaram a sessão de hoje a atuação do Banco Central no mercado de câmbio e declarações da presidente do BC dos Estados Unidos sobre os juros no país.

 

Atuação do BC

O Banco Central brasileiro voltou a fazer leilão de swap tradicional (equivalente à venda futura de dólares) para rolagem dos vencimentos de março, vendendo o lote integral de até 6.000 contratos, equivalente a US$ 300 milhões. A última intervenção do BC com esse tipo de operação no mercado de câmbio havia sido em 30 de janeiro.

Segundo operadores, a atuação indicava que o BC não estava preocupado com o nível do dólar, que vem mostrando trajetória de baixa em relação ao real diante das expectativas da entrada de recursos externos no país.

 

 

Aneel eleva para R$ 20 por MWh

cobrança extra em bandeira tarifária amarela

 

A diretoria da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) decidiu em reunião nesta terça-feira (14) elevar o custo extra cobrado dos consumidores quando da aplicação da bandeira tarifária amarela nas contas de luz, que será de R$ 20 por cada megawatt-hora consumido, ante R$ 15 em 2016 (alta de 33,3%).

Para a bandeira vermelha nível 1 e a bandeira vermelha nível 2 foram mantidos os valores de cobrança extra por megawatt-hora vigentes, de R$ 30 e R$ 35 por megawatt-hora, respectivamente. A bandeira verde é isenta de cobrança adicional.

A Aneel também manteve a regra para o acionamento das bandeiras –a amarela é cobrada a partir de quando o preço spot, ou Preço de Liquidação das Diferenças (PLD), ultrapassa cerca de R$ 211 por megawatt-hora. A bandeira vermelha 1 é acionada com PLD a partir de cerca de R$ 422, enquanto a bandeira vermelha 2 vale quando o PLD ultrapassa