MS FECHOU 217 EMPRESAS EM JANEIRO

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on print
Print
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on print
Foi o segundo pior desempenho para o período em 18 anos (Foto: Divulgação)
Foi o segundo pior desempenho para o período em 18 anos (Foto: Divulgação)

O setor empresarial de Mato Grosso do Sul sinaliza recuperação, mas ainda apresenta números relativamente modestos. Levantamento divulgado nesta quarta-feira (21) pela Jucems (Junta Comercial de MS), órgão vinculado à Semagro (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar) mostra que foram fechados 217 estabelecimentos em janeiro deste ano. A quantidade é 4,4% inferior a de igual mês, mas é a segunda maior da série histórica da Jucems, iniciada em 2000.

Em janeiro do ano passado, 227 empresas fecharam as portas, número recorde para o mês. Neste ano, em igual período, o quadro foi levemente amenizado, mas o volume continua, historicamente, acentuado.

Apenas neste ano e em 2017, foram contabilizados, em janeiro, número superior a 200 fechamentos de empresas. Para o mês, o menor resultado foi de 2000, com 45 extinções de estabelecimentos.

O início de recuperação também é indicativo pela quantidade de empresas abertas. Foram 445 em janeiro, o maior número para o período em três anos. Na comparação mesmo mês de 2017, com 427 negócios, o incremento é de 4,21%.

A maior parte das empresas abertas (61% ou 271) é do setor de serviços. Na sequência, estão comércio (153 estabelecimentos ou 34%) e indústria (21 ou 5%). Na avaliação do presidente da Jucems, Augusto César de Castro, os números de janeiro sinalizam aquecimento da economia e decorrente maior otimismo dos empresários.