Estado recebe escritura e começa a erguer Ceasa de Dourados

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on print
Print
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on print

 

ceasa-escritira-da-area-240316
Enelvo Felini assina escritura de transferência de área de 4 ha, da Prefeitura para a Aglaer construir a Ceasa de Dourados. (Foto: Chico Leite/Assecom).

Dênes de Azevedo

A Prefeitura de Dourados entregou ao Governo do Estado na tarde desta quinta-feira, em solenidade na 12ª Festa do Peixe, a escritura da área onde será construída a Ceasa (Central de Abastecimento de Hortifrutigranjeiros) de Dourados.

A área de 4,1229 hectares, localizada na BR-163, próximo ao Trevo do Anel Viário, foi para o nome da Agraer por doação, aprovada pela Câmara de Vereadores, no final do ano passado. Com a escritura em mãos o Estado dará início à primeira fase do projeto e até o final do ano já pretende começar a receber produtos.

Estavam presentes na solenidade, sob muita chuva, o secretário de Estado da Produção e Agricultura Familiar, Fernando Lamas e o diretor-presidente da Agraer (Agência de Desenvolvimento Agrário e Extensão rural), Enelvo Feline, os deputados Geraldo Resende-PSDB (federal), Zé Teixeira-DEM e João Grandão-PT (estaduais), o comandante do 3º Batalhão da PM, Carlos Silva, coordenadores da UFGD e produtores rurais.

Feline destacou a parceria entre Estrado e Prefeitura e afirmou que teve certeza que o projeto daria certo na primeira reunião que teve com o prefeito Murilo. Ele lembrou que foi muito bem recebido pelo prefeito e que Murilo se prontificou de imediato a viabilizar a área.

O diretor disse que ainda este ano o Estado construirá parte da estrutura, que já será suficiente para iniciar o recebimento da produção de hortifrutigranjeiros. Isso deve ocorrer já no final do ano. A segunda etapa das obras será feita no ano que vem. O Estado está tentando obter recursos federais para isso. “A Ceasa será muito importante para Dourados; todos ganham, o produtor, o distribuidor e o mercado, que tem produtos mais baratos”, afirma.

Fernando Lamas disse que a Ceasa é uma resposta à determinação do governador Reinaldo Azambuja para materializar ações que possam desenvolver e fazer crescer o Estado. Ele também destacou que com a parceria Prefeitura/Estado ficou mais fácil construir a Ceasa. “É uma região de mais de 30 municípios que reúne mais de 1 milhão de habitantes, que precisa dessa Ceasa já há algum tempo para ajudar a diversificar a produção”, ressaltou.

O secretário Landmark destaca a Ceasa como mais uma importante conquista para os produtores familiares de Dourados. Para ele, a central vai estimular a produção e melhorar a renda no campo. “Foi um trabalho em conjunto que está dando certo; estou muito feliz”, diz o secretário.

O deputado federal João Grandão disse que é um orgulho ver o projeto sair do papel. Disse ainda que no passado viabilizou recursos de emenda parlamentar para construir a central de abastecimento em Dourados, mas que a mudança de local pela Prefeitura acabou inviabilizando a proposta.

Geraldo Resende elogiou a iniciativa da Ceasa. “Dourados precisava há muito tempo de uma estrutura dessa. Parabenizo o prefeito Murilo, a Assembleia e o governador Reinaldo pela iniciativa”, disse.

A 12ª Festa do Peixe de Dourados acontece no Parque Ambiental do Rego D`Água Primo Vicente Fioravante até a noite de domingo.