Empresas de Dourados podem se cadastrar para ponto de venda de créditos de estacionamento

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on print
Print
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on print

 

parquimetro (20)
Empresas precisam fazer o cadastro na EXP para vender créditos de estacionamento. (Foto: A. Frota/Assecom).

As empresas do comércio de Dourados interessadas em serem pontos de vendas de crédito do novo sistema de estacionamento rotativo que substituiu o antigo parquímetro, podem realizar o cadastro junto à EXP Parking, empresa concessionária responsável pelo serviço. A adesão já começou.

Para fazer isso, basta o representante da empresa ir até a sede da EXP Parking, que fica na avenida Marcelino Pires nº 2620-A (ao lado da Casa Ono). Quem tiver dúvidas pode entrar em contato com a concessionária através do 0800 940 2250.

Estes locais serão pontos de referência para os usuários. Quando estacionarem, ao invés de seguirem até os monitores para adquirir créditos, poderão buscar as empresas que  estarão cadastradas como pontos de vendas.

Atualmente, os condutores têm três formas de adquirir créditos para o estacionamento rotativo: com os monitores pagando em dinheiro, pelo aplicativo “EXP Smart Parking” para smartphone pagando com cartão de crédito e pela web através do www.exparking.com.br pagando com cartão de crédito ou boleto bancário.

A cobrança começou no dia 14 deste mês de março. A partir de então, os condutores de carros precisam habilitar as vagas sempre que estacionarem num dos espaços destinados ao estacionamento rotativo na área central da cidade.

A área que abrange o sistema está inserida em parte do quadrilátero que fica entre a rua Firmino Vieira de Matos, avenida Weimar Gonçalves Torres rua Hilda Bergo Duarte e rua Onofre Pereira de Matos. Essa compreende boa parte da área central da cidade.

Nesta primeira etapa, a cobrança é exigida em 1.219 vagas que já existiam no sistema antigo, ou seja, houve apenas uma substituição. Numa segunda etapa, será implantada a cobrança para motocicletas e numa terceira serão expandidas mais mil vagas para carros, ampliando a área que tem o sistema na cidade. (Da Assessoria).