ASSAÍ ATENDE A PARTIR DE QUINTA EM DOURADOS

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on print
Print
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on print
assai-frente-a-frota-1-reduz
Prefeitura realizou na semana passada a sinalização da Rua Coronel Ponciano, na entrada do Assaí para o trânsito fluir melhor. (Foto: A. Frota/Prefeitura).

 

Dênes de Azevedo

 

A rede Assaí Atacadista abre as portas nesta quinta-feira, dia 24, em Dourados. A loja fica na Rua Coronel Ponciano, 785 (próximo ao Detran), no Jardim Terra Roxa. O horário de funcionamento é de segunda à sábado, das 7h às 22h, e nos domingos e feriados, das 7h às 18h.

A empresa, que é a segunda maior rede atacadista do Brasil (só atrás do Grupo Carrefour/Atacadão) está gerando 250 empregos diretos. É o segundo hipermercado de atacado de Dourados (a cidade já tem o Atacadão desde 2001) e o quinto no geral. O primeiro foi o Atacadão, depois veio o Abevê Shopping, em 2008, Extra Hiper, em 2011 e Hiper Center São Francisco, em 2013. O Carrefour tem projeto para mais um Atacadão ou um Carrefour no ano que vem.

O Assaí Atacadista pertence ao GPA (Grupo Pão de Açúcar), que já tem uma loja do Extra Hiper e duas unidades das Casas Bahia em Dourados. O grupo ainda não divulgou o investimento, mas estima-se que varie entre R$ 20 milhões e R$ 40 milhões. As vagas de estacionamento devem girar em torno de 500. Especulava-se uma loja do Ponto Frio este ano, mas a crise econômica no Brasil congelou todos os projetos das grandes empresas.

As novas lojas do Assaí tem formato novo, com destaque para o aumento da área de estocagem. Para isto é feita a elevação do pé direito e metragem das unidades, fazendo com que os produtos possam ser armazenados no ponto de venda e, ao mesmo tempo, facilitando a operação de reposição e giro dos estoques.

 

RESULTADOS

De acordo com O Estado de S.Paulo a recente queda nas vendas e na lucratividade dos hipermercados fez o Grupo Pão de Açúcar (GPA) tomar uma decisão que simboliza o quanto esse tipo de loja tem perdido espaço no País para o chamado atacarejo. No ano que vem, entre 15 a 20 hipermercados Extra vão se transformar em lojas Assaí.

O presidente do Assaí, Belmiro Gomes, afirma que a decisão passa pelo desempenho de vendas superior da rede de atacarejo e também por uma busca de lucros melhores. “As conversões são uma oportunidade de contribuir com o resultado do grupo num momento em que outros negócios estão sendo mais impactados com o cenário macroeconômico, principalmente os segmentos de bens duráveis”, comentou Gomes.

 

ATACAREJOS

Os atacarejos tem sido um sucesso no Brasil no atual momento econômico. De acordo com a revista Info & Ti, a recessão econômica vem fazendo com que o brasileiro busque os melhores preços nos atacarejos. É o que revela um estudo sobre varejo alimentar da CVA Solutions. A pesquisa foi realizada em setembro, com 7.344 pessoas de todo o país e também constatou que os supermercados regionais têm o melhor custo-benefício para seus clientes.

Os programas de fidelidade e as marcas próprias dos supermercados já são importantes diferenciais para os consumidores. Mais de 15% já participam dos programas de fidelidades de clientes, sendo que destes, 63% buscam maior descontos em produtos e 32% buscam acumular pontos para resgatar prêmios.

As marcas próprias já são compradas em alguma categoria por mais de 50% dos clientes, sendo que 63% consideram que a qualidade delas é comparável ao produto de marca conhecida.

Para o sócio diretor da CVA Solutions, Sandro Cimatti, os preços baixos e as promoções continuam sendo o principal chamariz dos varejistas, principalmente nos atacarejos e supermercados populares. Já os supermercados mais voltados para a classe alta, tem que apresentar produtos de qualidade, principalmente nos perecíveis como frutas, verduras, carnes frescas, peixes e padaria.