TECNOLOGIA AVANÇA, MAS FALTA CONECTIVIDADE NO CAMPO

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on print
Print
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on print
Pesquisador Lúcio de Castro, da Embrapa em São Carlos (SP): aplicação de novas tecnologias no campo esbarra na ausência de sinal de internet
Pesquisador Lúcio de Castro, da Embrapa em São Carlos (SP): aplicação de novas tecnologias no campo esbarra na ausência de sinal de internet

O pesquisador da Embrapa Instrumentação, em São Carlos (SC), Lúcio André de Castro Jorge, disse na manhã desta terça-feira (14) durante palestra na 55ª Expoagro que a falta de conectividade é a principal barreira para a implantação de novas tecnologias no campo. Segundo ele, muitas tecnologias já estão disponíveis para o produtor, mas o avanço digital ainda não acontece por um problema básico: falta sinal de internet no campo. A palestra “Agricultura da era digital” integra a programação técnica da 55ª Expoagro, que segue até domingo (19) no Parque de Exposições João Humberto de Carvalho. A feira é promovida pelo Sindicato Rural de Dourados.

Durante o evento, o pesquisador falou sobre a agricultura 4.0 e o futuro da atividade com o uso de drones e inteligência artificial. Segundo ele, a agricultura passa por um processo de migração para a era digital, mas ainda faltam investimentos das empresas de telefonia para a implantação de conectividade nas propriedades rurais

O palestrante afirmou que muitas tecnologias já estão disponíveis, como o uso de sensores inteligentes e também as análises de dados a partir da agricultura digital. “Porém, apesar das ferramentas que já existem, o que falta hoje é a conectividade para avançar no uso estes dados de forma a melhorar a produtividade e a eficiência na produção rural como um todo”, disse ele. “Quando isto acontecer, aí sim teremos uma verdadeira revolução digital no campo”, acrescentou.

Segundo ele, o uso de tecnologias no agronegócio já tem provocado mudanças significativas na atividade, como o uso racional e direcionado de insumos e ferramentas que garantem melhor precisão na tomada de decisões. “O campo hoje já trabalha com excelentes níveis de produtividade, mas sabemos que a tendência é evoluir cada vez mais. Esta evolução já está acontecendo e quem ganha é a cadeia produtiva como um todo”, disse o pesquisador.

Promovida pela Embrapa Agropecuária Oeste em parceria com Sindicato Rural de Dourados e SGSUnigeo, a palestra também apresentou relatos sobre o uso de tecnologias no campo e as tendências para a agricultura digital.

Sobre a Expoagro

A 55ª Expoagro é realizada pelo Sindicato Rural de Dourados em parceria com Daniel Freitas e João Paulo Paz e é organizada pela Agropec Eventos.

A feira conta com o patrocínio do Sicredi, Banco do Brasil, São Bento Incorporadora, Senar, Unigran, Hotel 10, Ibis Hotel, Governo do Estado, Prefeitura de Dourados, Aced, Senar e Famasul.

A entrada é gratuita todos os dias até as 18h. Nos dias de show, a cobrança será feita a partir deste horário e nos demais, a entrada será franca.