Showtec apresenta inovações que estimulam setor agropecuário

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on print
Print
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on print
A próxima edição do evento será realizada de 17 a 19 de janeiro de 2018, na sede da entidade, em Maracaju. (Foto: Divulgação).
A próxima edição do evento será realizada de 17 a 19 de janeiro de 2018, na sede da entidade, em Maracaju. (Foto: Divulgação).

A tecnologia está cada vez mais presente no campo e o produtor rural que quer estar a frente precisa sempre de novas atualizações. O Showtec vem justamente com essa proposta. Há mais de 22 anos, o evento traz inovações para a agricultura e pecuária, com o objetivo de auxiliar a produção do Estado. Temas importantes já estiveram em pauta, entre eles, debates sobre novas culturas, manejo de solo e a importância do cultivo sustentável, visando benefícios tanto para o produtor, quanto ao meio ambiente.

O evento foi palco de lançamentos de novas variedades que foram implementadas nas lavouras. Um exemplo disso é a primeira soja geneticamente modificada totalmente desenvolvida no Brasil, que foi lançada durante a feira, em 2016. Trata-se da tecnologia Cultivance, formulada pela Embrapa e a Basf, com sistema de produção que combina cultivares de soja geneticamente modificadas e adaptadas a regiões diferentes, trazendo como resultado o manejo de plantas daninhas, inclusive as de difícil controle.

A evolução das inovações demonstradas ano após ano na feira tecnológica acompanhou também o crescimento do setor em Mato Grosso do Sul. De acordo com a Aprosoja/MS, em 10 anos, o volume de soja produzido nas lavouras saltou de 4,8 milhões de toneladas para 8,5 milhões, crescimento de 74%. E, segundo a Famasul – Federação da Agricultura e Pecuária de MS, o Estado se consolidou como importante fornecedor de alimentos, ocupando 2º lugar no ranking da produção bovina, 4º na produção de milho e cana-de-açúcar e 5º na produção de soja.

Um dos destaques da feira são os novos materiais e linhas de pesquisas com foco no desenvolvimento do Sistema de Plantio Direto e na busca de alternativas para a rotação de culturas e cobertura do solo no outono-inverno. Anualmente, o público pode se informar sobre como é feito o trabalho de adaptação de variedades de soja e milho, buscando sempre por materiais mais produtivos.

É possível, ainda, o acesso a novidades do mercado de máquinas e implementos agrícolas. Entre os produtos, estão colhedoras, plantadeiras, tratores e linhas de pulverizadores, equipamentos que facilitam o trabalho no dia-a-dia do campo. A ideia é mostrar um leque de opções aos agricultores e pecuaristas.

Para o pesquisador da área de fitotecnia milho da Fundação MS, André Lourenção, o Showtec é uma forma de promover maior aproximação entre empresas do setor, produtores rurais e a comunidade científica. “É uma maneira de estreitar os relacionamentos, levando informações precisas acerca dos sistemas produtivos, tornando o espaço em um ambiente propício para a discussão técnica”, diz.

Conforme o presidente da instituição, Luciano Mendes, a contribuição do agronegócio para a economia brasileira é feita graças à evolução do setor por meio das constantes pesquisas realizadas. O Showtec, segundo ele, é primordial para a difusão dos resultados obtidos. “A cada ano, buscamos levar tecnologias que otimizam o trabalho. Além disso, há espaço para comercialização, sendo uma boa oportunidade para fazer negócios durante a feira”.

 

Showtec 2018

A próxima edição do evento será realizada de 17 a 19 de janeiro de 2018, na sede da entidade, em Maracaju (MS), no mesmo espaço utilizado no início deste ano, com programação técnica e exposição de novas tecnologias que estarão disponíveis ao produtor no ano que vem. A feira é totalmente gratuita.