Dourados discute planejamento estratégico para aumentar a horticultura orgânica

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on print
Print
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on print

 

Reunião na secretaria de Agricultura Familiar discutiu estratégia de apoio à horticultura. (Fotos: A. Frota).
Reunião na secretaria de Agricultura Familiar discutiu estratégia de apoio à horticultura. (Fotos: A. Frota).

Uma ação integrada da Secretaria Municipal de Agricultura Familiar e Economia Solidária com a Embrapa, Agraer, Senar, Sebrae, UFGD, Uems e Apoms busca um planejamento estratégico para a horticultura orgânica em Dourados.

Na semana passada, uma reunião na secretaria de Agricultura Familiar com representantes dessas instituições deu sequência ao trabalho que vem sendo desenvolvido.

O coordenador de produção da Embrapa, Ivo de Sá Mota, discorreu sobre ação e explicou que a estratégia é levar tecnologia até os produtores, considerando que em breve o município contará com sua unidade do Ceasa e necessitará de uma estratégia de mercado, para garantir produção em escala, com qualidade e regularidade.

O secretário de Agricultura Familiar, Landmark Ferreira Rios considera que o poder público precisa agir no sentido de abrir canais de comercialização dentro do município, ouvir a sociedade por meio de pesquisa participativa para apurar quais produtos quer consumir e, com isso, compartilhar tecnologias que estão dando certo.

“Precisamos otimizar nosso tempo, os recursos, e procurar gastar bem, investindo naquilo que dá resultado, como é o caso da horticultura, que tem dado retorno altamente positivo aos nossos agricultores”, menciona Landmark, citando a Feira Agroecológica de Dourados, onde o grupo que produz de acordo com políticas públicas para a agroecologia comercializa produtos semanalmente.