Tecnofam destaca relevância da agricultura familiar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on print
Print
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on print

 

Tecnofan aconteceu na Embrapa Agropecuaria Oeste. (Foto: Alex Sandro Vicentin)
Tecnofan aconteceu na Embrapa Agropecuaria Oeste. (Foto: Alex Sandro Vicentin)

A representatividade da agricultura familiar se fez latente na abertura oficial da Tecnofam em Dourados (MS), que ocorreu durante a manhã, 17, na Embrapa Agropecuária Oeste. A cerimônia reuniu ao redor de 600 pessoas e diversas autoridades, entre elas, o superintendente de Meio Ambiente, Ciência e Tecnologia, Produção e Agricultura Familiar de MS (Semagro), Rogério Beretta; a reitora da Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD), Liane Calarge; a prefeita de Dourados, Délia Razuk; o presidente do Sistema Famasul, Maurício Saito; o coordenador-geral da APOMS, Raimundo Rossi; e o diretor-presidente da Agraer, André Nogueira Borges.

“A Tecnofam já se consolidou como a feira da agricultura familiar sul-mato-grossense. Nossa meta é ampliar suas fronteiras. Ser uma vitrine nacional”, afirma o secretário de Estado Jaime Verruck (Semagro), também presente na terceira edição do evento. Em 2018, cerca de 50 caravanas estão confirmadas. Grupos formados por assentados, indígenas de diversas etnias, estudantes de ciências agrárias, técnicos extensionistas, comerciantes e pequenos e médios agricultores ratificam a amplitude mencionada por Verruck.

Para o chefe-geral da Embrapa Agropecuária Oeste, Guilherme Asmus, isso também é resultado da adequação da Empresa às demandas regionais. Ele conta que um dos primeiros focos da Unidade em Dourados, promotora da Tecnofam, foi a abertura de novas áreas (década de 70), passou pelos sistemas integrados e chegou às alternativas alimentares, como os hortifrutigranjeiros. Segundo o pesquisador, as transformações são embasadas no conhecimento técnico-científico, pois somente dessa forma “levamos soluções tecnológicas ao produtor, inserindo-o no mercado e tornando-o competitivo”. Além de Asmus, os chefes-gerais das Unidades de MS, Ronney Mamede e Jorge Lara, da Gado de Corte e Pantanal, respectivamente, reforçaram a equipe da instituição na abertura.

Responsável pela assistência técnica e extensão rural estadual, a Agraer colaborou em mobilizar e trazer para Dourados, produtores do interior do Estado, de Mundo Novo a São Gabriel do Oeste, de Três Lagoas a Miranda. André Borges, diretor da entidade, ressalta que o conhecimento é fundamental para o sucesso na propriedade e a construção coletiva da Tecnofam permite isso. “E quando se fala em crescimento não é só produção de grãos, mas atividades, como a cadeia do leite, a apicultura e o hortifruti, apresentadas neste evento. Independente de seu porte, o produtor precisa ter acesso a novas tecnologias e melhorias sociais”, complementa o presidente do Sistema Famasul, Maurício Saito.