Empresários são capacitados no 1º Encontro de Negócios

Empresários são capacitados no 1º Encontro de Negócios

Com o objetivo de aproximar e estimular o desenvolvimento das empresas douradenses, o Sistema S realizou nesta semana, no auditório do Sesi de Dourados, o 1º Encontro de Negócios, que envolveu Sesi, Senai, IEL, CIN e Senar. Durante o encontro, foram apresentados os serviços disponíveis pelas entidades e contou com a presença de representantes de indústrias, agroindústrias e contabilistas, além de micro e pequenos empreendedores.

1º Encontro de Negócios reuniu dezenas de empresas no auditório do Sesi em Dourados

1º Encontro de Negócios reuniu dezenas de empresas no auditório do Sesi em Dourados

O 2º vice-presidente regional da Fiems, Sidnei Pitteri Camacho, destacou que o evento mostrou a força da indústria e reafirmou o compromisso com o desenvolvimento do Estado por meio dos serviços do Sesi, Senai, IEL e CIN. “O evento marca o Sistema Fiems no universo da economia de hoje em que temos uma série de problemas nas áreas tributárias e fiscais. A Fiems está presente nesse momento envolvida no processo de reestruturação e apoio à indústria e aos setores produtivos, demonstrando que o Sistema S está do lado de quem faz o País crescer”, declarou.

As casas

Já o superintendente do Sesi, Bergson Amarilla, destacou que o evento serviu para mostrar o portfólio de serviços da entidade, que abrange educação regular, cursos e treinamentos, rede de bibliotecas, além do trabalho voltado para as consultorias em saúde e segurança do trabalhador. “O Sistema S não pode ficar parado e precisa buscar alternativas para a indústria e para o agronegócio. Nesse sentido, o Sesi tem procurado disponibilizar serviços que atendam às necessidades das empresas industriais”, afirmou.

Para o diretor-técnico do Senai, Gilberto Evidio Schaedler, que também apresentou todos os serviços e oportunidades que são oferecidos pela entidade, o Encontro teve como foco o atendimento das necessidades resolutivas das indústrias diante do contexto atual. “Oferecemos apoio por meio do Senai com o desenvolvimento de serviços para aumentar produtividade, diminuição de custos e com isso oportunizar mais competitividade para sobreviver ao cenário atual instalado”, declarou.

O superintendente do IEL, José Fernando Amaral, apresentou a linha de produtos do instituto tanto na área de desenvolvimento de carreira como empresarial, abrangendo o Programa de Estágio e o Projeto de Recrutamento e Seleção. Além disso, abordou o desenvolvimento empresarial, que envolve os serviços de assessoria, capacitação empresarial e o PQF (Programa de Desenvolvimento e Qualificação de Fornecedores). “Temos essa proximidade com os jovens, principalmente, no projeto de encaminhamento para estágio e isso, sem dúvida, muda a vida do estudante porque oportuniza uma experiência única de aprendizado no mercado de trabalho”, pontuou.

CIN e Senar

Empresários conheceram todos os serviços oferecidos pelo sistema S no Estado

Empresários conheceram todos os serviços oferecidos pelo sistema S no Estado

A analista do CIN da Fiems, Nathalia Alves dos Santos, falou sobre o papel de ajudar as empresas na internacionalização, importação, exportação e instalação em outro país. “Para isso oferecemos nossos serviços desde cursos para desenvolver o conhecimento das empresas na área de comércio exterior até a emissão do documento que elas precisam para ter mais competividade na sua venda no mercado externo”, disse, acrescentando que o CIN também posso parcerias estratégicas com a Apex e o Sebrae para ajudar pequenas e médias empresas a se capacitarem para atuar no mercado internacional.

O superintendente do Senar/MS, Rogério Beretta, pontuou que o intuito do evento foi mostrar os principais trabalhos no meio rural desde a formação profissional com a promoção social passando pela assistência técnica e extensão rural até a área de inovação. “São cursos profissionalizantes e consultorias mensais em propriedade rurais em todo o Estado, temos cursos com aulas presenciais e a distância, além de um projeto de construção das escolas técnicas em Dourados e Campo Grande onde faremos a formação especializada de técnicos de nível médio”, comentou.

Empresários

O diretor administrativo da Inflex, Cesar Augusto Scheide, participou do evento e disse que já atua em parcerias com o Sistema Indústria. “Esse evento tem a importância na divulgação de informações nas diversas áreas de atendimento das indústrias e, apesar de ter um relacionamento há 20 anos com a Fiems, nesse momento a gente acaba conhecendo assuntos, programas e projetos que ainda não tinha conhecimento e pode agregar para a empresa”, falou.

Na avaliação de Otavio Gonçalves, da El Shaday Papelaria, que também passou pelo auditório do Sesi, a rodada de negócios é uma oportunidade de conhecer os serviços de apoio a indústria. “Uma das necessidades que temos na empresa é contratação de estagiários e hoje já entramos em contato com o IEL para estabelecer essa parceria para fazer essa ponte na busca da contratação, com certeza, saímos daqui com negócio fechado”, contou.