Dourados recebe nesta segunda a terceira etapa do Rally da Pecuária

Dourados recebe nesta segunda a terceira etapa do Rally da Pecuária

Da Redação

Após visitar a região Sul e parte da Sudeste, o Rally da Pecuária chega ao Centro-Oeste. A terceira etapa do evento acontecerá nesta segunda-feira em Dourados, para avaliar a bovinocultura de corte brasileira. A expedição faz levantamento estatístico sobre áreas de pastagem, cabeças de gado, manejo e insumos, além de realizar eventos e seminários para definir o cenário e as tendências de mercado. O Rally é organizado pela Agroconsult, com o apoio institucional da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA).

A Equipe se deslocará até as propriedades da região em busca de informações, por meio de pesquisa qualitativa e quantitativa, sobre estratégias nutricionais, uso de insumos tecnológicos, índices de fertilidade

A Equipe se deslocará até as propriedades da região em busca de informações, por meio de pesquisa qualitativa e quantitativa, sobre estratégias nutricionais, uso de insumos tecnológicos, índices de fertilidade

A Equipe 4, formada por técnicos do setor, se deslocará até as propriedades da região em busca de informações, por meio de pesquisa qualitativa e quantitativa, sobre estratégias nutricionais, uso de insumos tecnológicos, índices de fertilidade, natalidade e mortalidade e comercialização de animais. Os dados coletados pelos técnicos serão apresentados em um relatório e divididos em diferentes abordagens. “Assim como fazemos com produtores, nosso relatório será oferecido a consultores independentes, técnicos e pesquisadores, como contrapartida pelo apoio no preenchimento dos questionários”, afirmou o coordenador do Rally da Pecuária, Maurício Palma Nogueira.

Além de visitar bovinocultores, a programação do Rally da Pecuária também inclui a realização de eventos em Bagé, São Gabriel e Alegrete no Rio Grande do Sul; Umuarama no Paraná; Presidente Prudente em São Paulo; Uberlândia em Minas Gerais; Goiânia e Nova Crixás em Goiás; Campo Grande, Naviraí e Aquidauana no Mato Grosso do Sul; Rondonópolis e Juara no Mato Grosso; Gurupi e Araguaína no Tocantins; Xinguara, São Felix do Xingu e Redenção no Pará; Ji-Paraná e Ariquemes em Rondônia e Rio Branco no Acre.

De acordo com o coordenador do Rally, a edição deste ano traz uma novidade: a comparação dos índices médios de produtividade da parcela de melhor desempenho em relação à média geral. Para tanto, será necessário repetir o desempenho de 2015, quando 700 produtores preencheram o questionário.

Com informações da CNA