Na ExpoAgro, Reinaldo garante apoio ao Sete para disputar a Série D

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on print
Print
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on print

 

sete´reinaldo e montalvao
Tony reunido com Reinaldo, deputados, vereadores e assessores, na ExpoAgro. (Foto: Divulgação).

Dênes de Azevedo

 

O projeto do Sete de Dourados para se classificar entre os quatro finalistas do Campeonato Brasileiro Série D e alçar a Série C ganhou mais um aliado. É o governador Reinaldo Azambuja (PSDB), que afirmou nesta sexta-feira, dia 19, na ExpoAgro em Dourados, ao gestor do clube, Tony Montalvão, que vai ajudar. “Agora, todos nós somos o Sete”, disse Reinaldo, que recebeu de presente uma camisa do time.

Para disputar o Brasileiro Série D, cuja primeira partida é em 12 de junho, Tony estima um custo de pelo menos R$ 2 milhões em futebol, estrutura de apoio e logística. Neste cálculo não estão inclusas despesas com transporte (passagens aéreas e translados), alimentação e hospedagem, que serão bancadas pela CBF (Confederação Nacional de Futebol).

Como campeão estadual o Sete também está garantido na disputa da Copa do Brasil em 2017. O outro time de MS que vai jogar essa copa é o Comercial de Campo Grande, que foi vice-campeão estadual este ano.

O encontro entre Tony e Reinaldo aconteceu na Expoagro, que termina neste domingo. Participaram também o deputado federal Geraldo Resende (PSDB) e o deputado estadual Zé Teixeira (DEM). O apoio ao Sete será através de convênio entre o clube e a Fundesporte (Fundação de Desporto e Lazer de Mato Grosso do Sul), que envolverá também outras competições nacionais, caso o clube avance neste sentido.

Na reunião, Tony, presidente da TNY Sports, apresentou ao governador o projeto do Sete de Dourados para a disputa da série D e falou também das outras atividades. O Sete já entrou no futebol de salão e pretende também disputar o campeonato brasileiro da modalidade no ano que vem.

“O nosso objetivo é montar um time competitivo para conseguirmos chegar na Série C e elevar o nome do Estado no futebol. Os times de Mato Grosso do Sul chegam ao Brasileiro e não passam da primeira fase. Queremos ter condições de classificar. Depois disso podemos pensar em buscar o título”, disse Montalvão ao governador.

Já o governador disse que é preciso resgatar o brilho do futebol estadual em competições nacionais. “Para um time ter bom resultado precisa de apoio do poder público, de empresários, todos precisam se envolver”, disse Reinaldo na reunião. Reinaldo disse também que sentiu seriedade na atual diretoria do Sete. “Por isso vamos fazer esse convênio como forma de apoio ao clube”, acrescentou.

O melhor resultado que Mato Grosso já obteve em competições nacionais foi com o Operário Futbol Clube, de Campo Grande, que chegou a um terceiro lugar no Campeonato Brasileiro de 1977, dirigido pelo técnico Carlos Castilho. Foi uma das melhores campanhas de um clube do centro-oeste na história do Campeonato Brasileiro de Futebol.

O Clube Desportivo Sete de Setembro, hoje mais conhecido com Sete de Dourados foi fundado em 7 de setembro de 1994 com característica de formador. Desde 2001 joga profissionalmente e luta para ser campeão estadual, conquista que chegou este ano.

 

murilo e montalvao-taca-640x427
Tony apresenta o troféu de campeão estadual ao prefeito Murilo. (Foto: Divulgação).

SÉRIE D

12/06 – 17h – Sete x Luziânia

19/06 – 16h – Sinop x Sete

26/06 – 15h – Anápolis x Sete

03/07 – 15h – Sete x Anápolis

10/07 – 16h – Sete x Sinop

17/07 – 17h – Luziânia x Sete

 

TROFÉU

Na sexta-feira o presidente do time, Tony Montalvão, apresentou o troféu de campeão estadual ao prefeito de Dourados, Murilo Zauith (PSB). “Esse troféu é só o começo das muitas alegrias que o Sete vai trazer para a população douradense”, disse o prefeito.

O Sete sagrou-se campeão estadual ao derrotar o Comercial por 2 a 0 no dia 8 de maio, no estádio Jacques da Luz, em Campo Grande. O resultado garantiu o troféu para Dourados depois de 16 anos de jejum de títulos.

(Com Assessoria do Clube).