Em 9 dias, RF recebeu 40,8 mil declarações do Imposto de Renda em MS

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on print
Print
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on print

A Receita Federal já recebeu 40.852 declarações do Imposto de Renda em Mato Grosso do Sul até a manhã desta terça-feira (09). Os contribuintes começaram a enviar a documentação a partir do dia 1º de março e o prazo é até 30 de abril. A expectativa é de que 470 mil contribuintes façam a declaração.

Conforme a Receita, em todo o país já foram enviadas 2.941.417 declarações de contribuintes no período. São esperadas cerca de 32 milhões de declarações este ano.

O delegado da Receita Federal em Campo Grande, Edson Ishikawa, reforça a necessidade de devolução do auxílio emergencial aos contribuintes que tiverem rendimentos superiores a R$ 22.847,76. “Quem estiver nessa situação terá que devolver o valor recebido porque o auxílio foi para grupos de pessoas vulneráveis, sem renda, durante a pandemia”, explicou.

Ainda conforme o delegado, quem declara primeiro, tem mais chances de receber a restituição antes. “O primeiro lote, no entanto, traz restituições de idosos e pessoas com deficiência, em obediência à legislação”, reforça.

Documentos para a declaração do IR 2021

Renda

  • Informes de rendimentos de instituições financeiras, inclusive corretora de valores;
  • Comprovantes de rendimentos de salários, pró-labore, distribuição de lucros, aposentadoria, pensão etc.;
  • Informes de rendimentos de aluguéis de bens móveis e imóveis recebidos de pessoas jurídicas;
  • Informações e documentos de outras rendas recebidas no ano, como pensão alimentícia, doações e herança;
  • Resumo mensal do livro caixa com memória de cálculo do carnê-leão; DARFs de carnê-leão.

Bens e direitos

  • Documentos que comprovem a compra e a venda de bens e direitos;
  • Cópia da matrícula do imóvel e/ou escritura de compra e venda;
  • Boleto do IPTU de 2020;
  • Contratos sociais de empresas em o contribuinte seja sócio.

Dívidas e ônus

  • Informações e documentos de dívida e ônus contraídos e/ou pagos no período.

Informações gerais

  • Dados da conta bancária para restituição ou débitos das cotas de imposto apurado, caso haja;
  • Nome, CPF, grau de parentesco dos dependentes, data de nascimento e endereço atualizado;
  • Cópia da última declaração de Imposto de Renda Pessoa Física (completa) entregue;

Pagamentos e doações efetuados

  • Recibos de pagamentos ou informe de rendimento de plano ou seguro saúde (com CNPJ da empresa emissora e a indicação do paciente);
  • Despesas médicas e odontológicas em geral (com CNPJ da empresa emissora ou CPF do profissional, com indicação do paciente);
  • Comprovantes de despesas com educação (com CNPJ da empresa emissora com a indicação do aluno);
  • Recibos de doações efetuadas;
  • Comprovante de pagamento de pensão alimentícia em decorrência de decisão judicial por alimentando.