Cuiabá, portão de entrada do bioma do Pantanal, recebe a a tocha olímpica nesta quinta-feira

Cuiabá, portão de entrada do bioma do Pantanal, recebe a a tocha olímpica nesta quinta-feira

 

cuiaba-Igreja de Nossa Senhora do Rosário e São Benedito.Foto-Beto Garavello-Lume

Igreja de Nossa Senhora do Rosário e São Benedito, em CVuiabá (Foto: Beto Garavello/Lume).

Localizado na região Sul do estado do Mato Grosso, o município de Cuiabá – conhecido como o portão de entrada do bioma Pantanal recebe a tocha olímpica nesta quinta-feira (23). A paisagem será inesquecível, repleta de planícies alagadas e de uma grande diversidade de espécies de animais e vegetais típicos da região.

O revezamento da tocha terá início no município mato-grossense de Várzea Grande, localizado na margem oposta do Rio Cuiabá, onde visitará a Praça Aquidaban e a Igreja de Nossa Senhora do Carmo, antes de chegar em Cuiabá. Após a passagem pelos atrativos turísticos da capital, como a Praça das Bandeiras e a Igreja de Nossa Senhora do Rosário e São Benedito, o símbolo olímpico encerrará a vista histórica com a celebração na Arena Pantanal.

Para marcar a passagem do símbolo dos Jogos, a Agência de Notícias do Turismo selecionou algumas para aqueles que querem entrar em contato com a natureza, rezar e apreciar a bela gastronomia da cidade.

cuiaba-Museu Rondon.Foto-divulgação-Embratur

Cuiabá tem o Museu Rondon, que conta a historia do grande sertanista. (Foto: Embratur).

No âmbito cultural, Cuiabá é marcado pelas influências indígenas, quilombolas, europeias e da população ribeirinha. A herança indígena é preservada no Museu Rondon, e manifestada na gastronomia da capital, que é baseada nos peixes típicos do Rio Cuiabá, como o dourado. As danças típicas, como o siriri e o cururu, e o artesanato tiveram seu desenvolvimento influenciado pelas tradições quilombolas e ribeirinhas, respectivamente.

A religiosidade e o Centro Histórico de Cuiabá, tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, preservam o legado cultural dos europeus na capital mato-grossense. A Festa de São Benedito é uma das principais manifestações religiosas da cidade, marcada pelas bandeiras em homenagem ao santo, pelas comidas típicas e pela procissão que tem como destino a Igreja de Nossa Senhora do Rosário e São Benedito, localizada no Centro Histórico.

O contato com a natureza e com a cultura local encantaram o turismólogo mato-grossense Leandro Carvalho Lima em seus passeios pala capital. “Além das paisagens naturais deslumbrantes às margens do Rio Cuiabá, a capital tem um clima receptivo de cidade pequena, em que podemos ter um contato mais próximo com as pessoas e conhecer sua riqueza cultural durante a visita”, conta. (Por Pedro Fideles, do MTur).