Convênio para logística reversa de embalagens de agrotóxicos

Convênio para logística reversa de embalagens de agrotóxicos

 

jaime-embalagens vazias

Secretário Jaime Verruck recebe representantes do inpEV no gabinete da Semade. (Foto: Vanessa Ricarte).

Representantes do Instituto Nacional de Processamento de Embalagens Vazias (inpEV) foram recebidos no início da tarde desta terça-feira (19) no gabinete da Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Econômico, pelo titular da pasta e diretor-presidente do Instituto do Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul (Imasul), Jaime Verruck, além do gerente de Recursos Florestais do Imasul, Osvaldo Santos. A pauta foi sobre a discussão de trâmites para a assinatura do Termo de Compromisso entre o inpEV – entidade que representa a indústria fabricante de agrotóxicos – e o Estado de Mato Grosso do Sul, com a finalidade de estabelecer um convênio para a eliminação de agrotóxicos obsoletos declarados.

Para o secretário Jaime Verruck, trata-se de uma questão importante para definir o destino adequado das embalagens utilizadas por produtores rurais em MS. “Estamos focados na questão da logística reversa de embalagens de agrotóxicos com destinação correta para esses produtos através de um plano de manejo apropriado, o que deve evitar autuações aos produtores rurais, além de assegurar a sustentabilidade ambiental.”

Paulo Ely do Nascimento, gerente nacional de Operações do inpEV e Hamilton Rondon Flandoli, coordenador de Operações do inpEV em Mato Grosso do Sul, expuseram tópicos do termo de compromisso, já assinado pelos estados de São Paulo e Paraná, com o intuito de descartar embalagens de agrotóxicos obsoletos – aqueles cuja fabricação e comercialização são proibidas por lei.

 

LOGÍSTICA REVERSA

No dia 17 de maio deste ano, o titular da Semade, Jaime Verruck, assinou a Resolução Semade n. 33, que trata da implantação do sistema de Logística Reversa nas indústrias e outros estabelecimentos de Mato Grosso do Sul. A assinatura aconteceu em cerimônia realizada na Federação das Indústrias de MS (Fiems) e celebrou o Dia Internacional da Reciclagem – data instituída pela Unesco para a reflexão sobre as questões ambientais e de consumo no mundo.

O documento determina a responsabilidade compartilhada pelo ciclo de vida dos produtos, a ser implementada pelos fabricantes, importadores, distribuidores, comerciantes, consumidores e titulares dos serviços públicos de limpeza urbana e de manejo de resíduos sólidos. Na ocasião, Jaime Verruck já havia demonstrado preocupação com a destinação correta dos resíduos sólidos, instituída através da Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS). “É fundamental essa divisão de responsabilidades na questão de resíduos sólidos. Quando logística reversa e destinação são mencionados, temos que determinar de forma efetiva onde esses resíduos serão depositados.”

Já no dia 2 de junho, o secretário da Semade e diretor-presidente do Imasul apresentou um painel sobre os desafios e oportunidades acerca da Política Nacional de Resíduos Sólidos e seu Recorte para Mato Grosso do Sul no Seminário Estadual de Saneamento e Saúde, que aconteceu no auditório do CREA-MS, oportunidade em que realizou um diagnóstico real da situação do setor de saneamento ambiental nas cidades e comunidades do estado.