Renato Câmara propõe criação de medalha em homenagem aos pioneiros da Grande Dourados

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on print
Print
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on print

 

Deputado Renato Câmara propôs nesta quinta-feira a criação de uma homenagem aos pioneiros. (Fotos: Toninho Souza).
Deputado Renato Câmara propôs nesta quinta-feira a criação de uma homenagem aos pioneiros. (Fotos: Toninho Souza).

O deputado estadual Renato Câmara (PMDB) apresentou na sessão ordinária desta quinta-feira da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul um projeto de resolução que cria a Medalha de Honra ao Mérito Legislativo em homenagem aos pioneiros da Grande Dourados.

De acordo com o deputado, é mais uma oportunidade de a comunidade reconhecer a importância dos colonizadores da Grande Dourados, uma das regiões mais importantes economicamente e culturalmente do Estado.

“É uma forma de valorizar o trabalho, a história e as lutas que marcaram o desenvolvimento da região. É também um reconhecimento a uma cultura regional muito rica, que nasceu da integração e partilha dos costumes de vários povos que para a região se deslocaram, trabalharam muito, cultivaram uma das terras mais férteis do mundo e ajudaram a construir o Mato Grosso do Sul”, afirma Renato.

Serão homenageados, caso aprovada a resolução, nos anos de 2017 e 2018, pioneiros dos municípios de Caarapó, Deodápolis, Douradina, Dourados, Fátima do Sul, Glória de Dourados, Jateí, Itaporã, Maracaju Brilhante e Vicentina. Serão pessoas pioneiras que prestam ou prestaram relevantes serviços à comunidade da região.

É de competência exclusiva da Assembleia Legislativa a concessão da honraria prevista na Resolução e a forma de concessão será por iniciativa de qualquer de seus membros. As honrarias serão entregues em sessão solene.

Renato, que é engenheiro agrônomo, formado em Dourados, lembra que foi a região da Grande Dourados que atraiu milhares de imigrantes nas décadas de 40 e 50, dando início ao processo de ocupação da região central do Estado. “Posteriormente, nas décadas de 60 e 70, vieram outra grande leva de imigrantes que foram responsáveis pelo início do desenvolvimento da revolução tecnológica no Estado, tornando-o um celeiro de produção de grãos”, destaca Renato.

Para dar apoio à produção rural, Renato lembra que vieram os pioneiros do comércio, indústria e serviços, contribuindo de forma especial para a geração de riquezas e empregos e a melhoria da qualidade de vida no Estado. “Enfim, a contribuição de todos foi muito grande”, destaca o deputado.