Agora é obrigatório; trafegar com faróis apagados gera multa

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on print
Print
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on print

 

farois-acesos-foto-rachid-waqued
Lei dos faróis acesos voltou a vigorar a partir de outubro. (Foto: Rachid Waqued).

Com a volta da obrigatoriedade dos veículos em trafegarem com os faróis baixos acesos nas rodovias mesmo durante o dia, a CCR MSVia promove uma campanha de conscientização voltada para os motoristas que utilizam a BR-163/MS. Durante a ação, a Concessionária distribuirá 5 mil folhetos e 4 mil crachás de retrovisor tratando sobre a importância do motorista acionar os faróis baixos.

A obrigatoriedade foi estabelecida em 23 de maio de 2016, por meio da Lei nº 13.290, que altera o Código de Trânsito Brasileiro, e que começou a vigorar no dia 8 de julho. Porém, a Lei foi suspensa em setembro pela Justiça Federal, voltando a vigorar a partir de outubro. Quem trafegar por rodovias federais, estaduais ou municipais com os faróis desligados está sujeito a multa de R$ 85,13, mais quatro pontos na carteira de habilitação.

“No Grupo CCR, prezamos pela segurança dos nossos usuários. Trafegar com os faróis baixos acesos durante o dia sempre foi um hábito que ajuda a evitar acidentes nas rodovias, uma vez que aumenta a visibilidade dos veículos. Por isso, esse assunto já era abordado em campanhas promovidas nas unidades, como a CCR MSVia”, conta o gestor de Atendimento da Concessionária Fausto Camilotti. “Agora, com a volta da obrigatoriedade, vamos intensificar essas ações”.

Conforme o gestor, um veículo que trafega com os faróis acesos mesmo durante o dia pode ser visualizado a uma distância de até 3 quilômetros nas retas, tornando-o 60% mais visível. “Isso, sem dúvida, dá mais tempo para o motoristas se antecipar em um imprevisto, evitando acidentes”, afirma.