Estado quer arrecadar R$ 700 milhões com IPVA 2020

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on print
Print
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on print

ipva

Com expectativa de arrecadar quase R$ 700 milhões neste ano, o governo do Estado começa a enviar no dia 3 de dezembro cerca de 1,5 milhão de carnês do IPVA (Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores) aos contribuintes de Mato Grosso do Sul. Em 2018, a receita com o imposto ficou em R$ 599,6 milhões.

Para este ano, ficam mantidos os descontos no imposto para 2020 e as condições de pagamento dos anos anteriores, como o abatimento de 15% para a quitação em parcela única. Veículos usados, por exemplo, vão continuar com desconto de 25%, resultando em uma alíquota de 3,5%.

Segundo a Sefaz (Secretaria de Estado de Fazenda), os boletos começam a ser distribuídos pelos Correios no dia 3 de dezembro. Caminhão, ônibus, micro-ônibus e veículos de passeio novos permanecem isentos da 1ª tributação. Já para motocicletas, a primeira tributação tem desconto de 50%, resultando em uma alíquota de 1% sobre a tabela FIPE.

As alíquotas para veículos usados são de 2% para caminhão, ônibus, motos, triciclos e quadriciclos; de 2,5% para embarcações e aeronaves; 3% para aeronaves e lanchas esportivas, como jet-skis, motor-home e kart; 3,5% para carros de passeio; 4,5% para carros de passeio com capacidade de até oito passageiros, que utilizem óleo diesel; e de 7% para veículos de corrida. Para frotistas, a redução também continua a mesma do ano passado.’

Parcelamento

O governo manteve o parcelamento do imposto em cinco vezes. A primeira parcela deverá ser paga até 31 de janeiro de 2020. O mesmo prazo vale para a parcela única

De acordo com o superintendente de Administração Tributária, Waldomiro Morelli Junior, 50% do IPVA é destinado para os municípios. A outra metade fica com o Estado, que pode usar o dinheiro para investimentos em obras e ações em melhorias para a população.