Em audiência, Renato Câmara defende centro multicultural em Dourados

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on print
Print
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on print
Deputado Renato Câmara fala sobre a importância de implantar um centro multicultural em Dourados em audiência na Câmara de Vereadores. (Foto: Dênes de Azevedo).
Deputado Renato Câmara fala sobre a importância de implantar um centro multicultural em Dourados em audiência na Câmara de Vereadores. (Foto: Dênes de Azevedo).

Durante audiência pública na Câmara Municipal de Dourados na noite desta quinta-feira, dia 18, o deputado estadual Renato Câmara defendeu a construção não apenas de uma biblioteca, mas de um centro multicultural integrado, capaz de atender as exigências da modernidade. A audiência, com o tema “A Biblioteca que Queremos”, foi proposta pelo vereador Cirilo Ramão e reuniu vereadores e a comunidade escolar e cultural de Dourados.

Para Renato, Dourados precisa de um espaço muito além de uma biblioteca, mas que contemple a construção do conhecimento. “Que seja um local de busca de informação e de desenvolvimento do censo crítico e da cultura”, explica. Neste sentido, o deputado defendeu uma força tarefa para o planejamento desse espaço multicultural. “Os debates na audiência de hoje foram muito importantes para dar início a uma discussão e planejamento que resultem no modelo ideal”, ressalta.

Renato Câmara se colocou à disposição para ajudar a viabilizar os recursos para a construção do espaço. “Definido o modelo ideal a Prefeitura viabiliza o terreno e faz o projeto e nós vamos trabalhar para viabilizar os recursos. Já conversei com os senadores Waldemir Moka e Simone Tebet e eles têm intenção de colocar recursos para este espaço”, informou.

O deputado elogiou a iniciativa do vereador Cirilo de iniciar as discussões para a implantação desse centro de informação e cultural. Durante a audiência Renato respondeu vários questionamentos sobre a questão das bibliotecas em escolas públicas estaduais de Dourados e se colocou à disposição para ajudar a resolver os problemas apontados, envolvendo estrutura e pessoal.

Estava presente no evento Virgínia Bravo Esteves, coordenadora nacional do Sistema de Bibliotecas Públicas do Ministério da Educação, secretários municipais, dirigentes de entidades ligadas à educação e cultura, professores e alunos de escolas públicas.