Moagem de cana chega a 28,9 milhões de toneladas em MS

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on print
Print
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on print

moagemA moagem de cana-de-açúcar da safra 2019/2020 atingiu 28,9 milhões de toneladas até 15 de agosto em Mato Grosso do Sul. O total é 6% acima da safra anterior, segundo a Biosul (Associação de Produtores de Bioenergia).

A quantidade de ATR (Açúcares Totais Recuperáveis) por tonelada de cana apresentou queda. No período acumulado da safra, o indicador foi de 130,81 kg, que representam redução de 1,7%. Na primeira quinzena deste mês, o ATR por tonelada de cana foi de 141,90 kg (-6%).

O presidente da Biosul, Roberto Hollanda Filho, diz que a sagra segue no ritmo aguardado. “A pouca ocorrência de chuva na quinzena contribui para o bom ritmo de colheita”, diz.

A produção de etanol hidratado atingiu 1,5 bilhão de litros do biocombustível, volume 12% acima da safra passada. Já na quinzena, a produção foi de 202 milhões de litros, 56% acima do mesmo período do ciclo anterior.

A produção de etanol anidro foi menor no período acumulado da safra, com 368 milhões de litros (-10%). De acordo com a Biosul, nos primeiros 15 dias, foram produzidos 51 milhões de litros (25%). Ao todo, o Estado produziu 1,9 bilhão de litros (+7%). O mix de produção na safra segue com 85% da cana-de-açúcar destinada para a produção de etanol e 15% para açúcar. Na quinzena, o mix para etanol atingiu 87%.

Após uma leve recuperação no início da safra, a produção do açúcar voltou a ter queda no comparativo com a temporada passada. Foram produzidos 368 milhões de toneladas, quantidade 8% menor. Na quinzena, a produção do alimento foi de 57 milhões de toneladas (+9,7%).