Ministro da Indústria e Comércio do Paraguai vem ao Estado nesta sexta

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on print
Print
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on print

O ministro da Indústria e Comércio do Paraguai, Gustavo Leite, vem a Mato Grosso do Sul, nesta sexta-feira (18/03), para estreitar os laços econômicos com o setor produtivo e manter contatos com as autoridades estaduais. Em Campo Grande, ele participará do “Encontro Empresarial MS-Paraguai”, que será realizado pelo CIN (Centro Internacional de Negócios) da Fiems, às 11 horas, no Edifício Casa da Indústria, e tem como objetivo apresentar as oportunidades de investimento no país vizinho.

Gustavo Leite, vem a Mato Grosso do Sul, nesta sexta-feira, para estreitar os laços econômicos com o setor produtivo
Gustavo Leite, vem a Mato Grosso do Sul, nesta sexta-feira, para estreitar os laços econômicos com o setor produtivo

Na pauta de Gustavo Leite, está a apresentação de oportunidades de negócios no Paraguai, assim como convidar o empresariado sul-mato-grossense a visitar o seu país. De acordo com a coordenadora do CIN da Fiems, Fernanda Barbeta, o encontro vai mostrar mais informações sobre investimentos no Paraguai, o perfil econômico e as potencialidades do mercado paraguaio para os empresários sul-mato-grossenses que tenham interesse de investir e se instalar no país vizinho.

“Pelo fato de ser fronteira vale a pena avaliar o Paraguai como uma alternativa para expansão de mercado, principalmente, porque o dólar ainda está em alta. O Paraguai pode oferecer a possibilidade de produzir com barateamento de custos e, ao mesmo tempo, manter a empresa no Brasil, conseguindo sustentabilidade e competitividade”, pontuou Fernanda Barbeta.

Gustavo Leite, que é formado em Administração de Empresas pela Universidade da Califórnia, nos Estados Unidos, e tem mestrado em Marketing Internacional na Escócia, teve uma forte atuação no setor privado do Paraguai, trabalhando como diretor-executivo de empreendimentos imobiliários e servindo de consultor internacional em vários projetos. No setor público, ele atuou como principal negociador de financiamentos internacionais para o governo paraguaio, sendo executor da Agenda de Descentralização, responsável pelo Plano Nacional de Reconversão de Cidade do Leste e negociador do Regime Automotor do Mercosul.