Projeto de ferrovia de Dourados será apresentado em Dubai

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on print
Print
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on print

ferrovia

Projeto de R$ 40 milhões para estruturar a malha ferroviária e concretizar as ligações Foz do Iguaçu-Cascavel e Dourados-Paranaguá será apresentado pelo Governo do Paraná a investidores internacionais durante o Annual Investment Meeting 2020, realizado de 24 a 26 de março do próximo ano em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos.

Segundo Agência de Notícias do Paraná, o convite para participar desse evento que costuma reunir aproximadamente 400 investidores de 150 países foi recebido na segunda-feira (21).

Enviada pelo Ministério da Economia do país árabe, essa proposta foi apresentada pela diretora regional de América Latina e Caribe do evento, Astrid Chedid, ao governador Carlos Massa Ratinho Junior durante reunião no Palácio Iguaçu.

Ainda conforme o governo paranaense, serão levadas “propostas no valor de R$ 290 milhões para melhorar ou implementar pavimentação, trevos, contornos e pontes em ligações rodoviárias; R$ 40 milhões para estruturar a malha ferroviária e concretizar as ligações Foz do Iguaçu-Cascavel e Dourados-Paranaguá; e R$ 20 milhões para segurança pública, o que inclui a Cidade da Polícia, penitenciárias, institutos de criminalística e batalhões”.

No caso específico da ferrovia, Dourados pode ser uma das cidades beneficiadas, já que o traçado previsto para a malha ferroviária deve possibilitar o escoamento da produção agropecuária de toda região com destino ao Porto de Paranaguá, localizado no Estado do Paraná e descrito como o maior porto exportador de produtos agrícolas do Brasil, com destaque para a soja em grão e o farelo de soja, commodities que têm Mato Grosso do Sul como o 5º maior produtor nacional.

Conforme já revelado pelo Dourados News, o projeto inicial da Ferroeste tem custo estimado em US$ 3 bilhões, dos quais R$ 12 bilhões aplicados na construção da estrada de ferro que terá aproximadamente mil quilômetros, passando por Guaíra, Cascavel e Guarapuava, até o Porto de Paranaguá, todas cidades do Paraná.