Superávit da balança comercial de MS chega a US$ 369 milhões

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on print
Print
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on print

 

soja-ascom-famasul
Soja em grãos puxa os negócios do Estado com o exterior (Foto: Famasul).

O superávit da balança comercial de Mato Grosso do Sul com o exterior no mês de março deste ano é quase cinco vezes maior ao registrado no mesmo período de 2015. No mês passado, o superávit foi de US$ 369 milhões, enquanto que em março de 2015, chegou a US$ 76 milhões. As informações estão na Carta de Conjuntura do Setor Externo do mês de abril, divulgada pela Semade (Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Econômico).

“Como já era esperado, o comércio externo de Mato Grosso do Sul tem respondido à alta do dólar e à demanda mundial por produtos. Tivemos um bom crescimento das exportações de soja e de milho e celulose. Esse dinamismo das exportações permite um crescimento econômico importante no momento em que o mercado interno encontra-se estagnado”, comenta o secretário de Meio Ambiente e Desenvolvimento Econômico, Jaime Verruck.

De acordo com a Carta de Conjuntura, a soja em grão lidera a pauta de exportações em termos de valores, representando 29,32% do total exportado pelo Estado – o produto registrou alta de 95,86% em relação ao mesmo período no ano passado e, 120% em termos de volume. O segundo produto, em termos de valor, é a Pasta química de celulose com crescimento de 22,04% em relação a janeiro a março de 2015. No quesito volume, o milho é o primeiro produto.

O minério de ferro permanece em queda nas exportações seguindo a tendência verificada em 2015, de janeiro a março de 2016 acumula queda de 54,38%, comparado com o acumulado de janeiro a março de 2015. “É importante para economia do Estado o crescimento das exportações. Preocupa-nos a queda das exportações de minério para o período, mas neste momento o produto não apresenta demanda. Vale destacar ainda a China como principal parceiro comercial de Mato Grosso do Sul, com crescimento de55% da exportação em relação ao ano passado”, finaliza o secretário Jaime Verruck.