Vândalos depredam placas de trânsito em Dourados

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on print
Print
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on print

 

 

placas-depredacao-1610-01
Vandalismo ainda é alto em Dourados e destruição de placas de trânsito gera prejuízos e pode provocar acidentes. (Foto: Assecom/Arquivo).

Mesmo com fiscalização e campanhas de conscientização constantes, são grandes os casos de depredação de placas de sinalização vertical de trânsito em Dourados. Por conta do vandalismo a Prefeitura precisa repor em torno de 20 placas por dia, o que gera grande prejuízo aos cofres públicos.

A diretora de Trânsito da Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito) da Prefeitura de Dourados, Fabiane Amorim, afirma que a Agetran e a Guarda Municipal fiscalizam e realizam constantes campanhas de conscientização para tentar por fim à depredação, mas os casos persistem.

Diante da dificuldade de se obter sucesso com os adultos, há um esforço com as crianças. Na Semana do Trânsito, por exemplo, a Agetran montou uma encenação na praça Antônio João mostrando os dois caminhos do trânsito, o da educação e o sem lei. No caminho sem lei as crianças entenderam o perigo de um trânsito com sinalização deficiente provocada pelo vandalismo.

Esse trabalho de conscientização, cuidado no trânsito e orientação para a preservação dos bens públicos é feito regularmente nas escolas públicas e particulares. “É uma ação constante para que as crianças cresçam conscientes e no futuro respeitem e preservem o patrimônio público e ajudem a construir um trânsito mais seguro”, diz Fabiane.

Ao mesmo tempo, a Agetran desenvolve um trabalho de conscientização nas empresas, cumprindo a sua função de não somente fiscalizar, mas também preparar as pessoas para respeitem a sinalização e se solidarizem em todos os aspectos para que o trânsito seja cada vez mais seguro.

A Prefeitura pede que as pessoas de bem ajudem a fiscalizar a depredação das placas de trânsito. As denúncias podem ser feitas pelo telefone 3428 2776. Quando se tratar de fragrante a pessoa pode ligar diretamente na Guarda Municipal, no telefone 193. A pessoa também pode usar o telefone celular para filmar o ato de depredação, encaminhando o arquivo para a Guarda Municipal, Polícia Civil ou Polícia Militar.

Destruir placas de sinalização das vias públicas é crime, previsto no Artigo 163 do Código penal Brasileiro. A pena prevista é detenção de um a seis meses ou multa.

A Prefeitura de Dourados usa um sistema de sinalização ecológico e mais durável, justamente para economizar recursos públicos. No entanto todo o esforço acaba parando na prática irresponsável da depredação.

Inclusive a montagem das placas é feita pela própria Agetran nesse processo de redução de custos. É comprado o poste ecológico, feito com materiais compostos, as placas de aço e os adesivos e os servidores da Agetran fazem a montagem. “Esse processo faz com que o custo por placa seja bem menor”, explica Fabiane.

A grande maioria das placas destruídas são as de Pare e em seguida vem as de quebra-molas. A parte da placa mais danificada é o poste, que geralmente é quebrado pelos vândalos. Apesar de ser feito de material composto, que é bem mais resistente que a madeira, mesmo assim os vândalos conseguem quebrá-lo. (Da Assessoria).