Renda per capita do sul-mato-grossense tem pequena queda

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on print
Print
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on print

Levantamento feito pelo Pnad (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios) e divulgado na sexta-feira pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) mostra que a renda per capita do sul-mato-grossense em 2015 foi de R$ 1.045.

Em 2014, a renda do trabalhador de Mato Grosso do Sul era de R$ 1.053, o que significa que houve queda de 0,7% em relação a 2015, de acordo com a pesquisa.

Pesquisa mostra que a renda per capita do sul-mato-grossense em 2015 foi de R$ 1.045
Pesquisa mostra que a renda per capita do sul-mato-grossense em 2015 foi de R$ 1.045

Conforme o levantamento, o melhor rendimento domiciliar per capita no ano passado, é o de Brasília com valor de R$ 2.252. São Paulo fica em segundo lugar, sendo que a renda é de R$ 1.482, seguido do Rio Grande do Sul, com rendimento de R$ 1.435.

Ainda segundo a Pnad, o menor rendimento pesquisado foi no Maranhão com valor per capita de R$ 509. Um dos rendimentos mais baixos também foi registrado em Alagoas, sendo R$ 598, Pará com renda de R$ 672 e Ceará R$ 680.

A cada trimestre, a Pnad Contínua levanta informações socioeconômicas em mais de 200 mil domicílios, distribuídos em cerca de 3,5 mil municípios.

Os rendimentos domiciliares são o resultado da soma dos rendimentos, do trabalho e de outras fontes, recebidos por cada morador no mês de referência da entrevista, considerando todos os moradores do domicílio.