MS registra superávit na balança comercial em fevereiro

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on print
Print
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on print

A Balança Comercial de Mato Grosso do Sul apresentou desempenho favorável em fevereiro deste ano, aponta a Carta de Conjuntura do Setor Externo elaborada pela Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Econômico (Semade) e publicada na quarta-feira (9). De acordo com a Carta, a desvalorização do dólar a partir maio de 2015 tem resultado em melhoria no comércio exterior sul-mato-grossense. O superávit na balança comercial do Estado com o exterior em 2016 chegou a US$ 297 milhões. Com relação ao resultado em fevereiro de 2016, o superávit alcançou cerca de US$ 184 milhões, diferente do déficit verificado em fevereiro de 2015, de US$ 83 milhões.

Na avaliação do secretário de Meio Ambiente e Desenvolvimento Econômico, Jaime Verruck, o resultado é positivo e demonstra o empenho do governo do Estado em oferecer condições que favoreçam a competitividade dos nossos produtos no exterior. “Entretanto, há uma preocupação. A diminuição dos volumes de importação, apontada na Carta, indica uma redução da atividade econômica, inclusive com a queda na importação de gás natural”, afirma.

Superávit na balança comercial do Estado com o exterior em 2016 chegou a US$ 297 milhões
Superávit na balança comercial do Estado com o exterior em 2016 chegou a US$ 297 milhões

Já com relação ao volume de exportações, “a economia sul-mato-grossense mostra seu dinamismo”, acrescenta o secretário. “Estamos vendo a confirmação da importância do setor florestal nas vendas externas, tendo a celulose como o produto mais exportado. O milho, segundo item mais vendido para o exterior, também confirma Mato Grosso do Sul como um importante player exportador desse grão nos últimos dois anos. Acreditamos que em março ampliaremos a exportação de soja e carne, pois temos as condições que nos favorecem”, diz.

De acordo com a Carta de Conjuntura da Semade, o mercado asiático mostra-se como grande parceiro comercial nas exportações de Mato Grosso do Sul. “Entre os parceiros comerciais no exterior, a China continua sendo o principal. Ainda podemos destacar a Tailândia, que aumentou em 622% a importação do Estado. Esperamos agora uma recuperação do setor de minério. Neste mês de março o valor no mercado teve aumento de 19%, mas ainda temos dificuldade com a competitividade desse produto sul-mato-grossense”, finaliza o secretário Jaime Verruck.

Notícias MS