Indústrias de soja elevam previsão de safra do Brasil para 104,6 mi t

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on print
Print
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on print

 

soja
A Abiove estimou que o Brasil irá também elevar o faturamento das exportações do complexo soja, totalizando 29,176 bilhões de dólares em 2017,. (Foto: Divulgação).

A safra de soja do Brasil em 2016/17 deverá atingir um recorde de 104,6 milhões de toneladas, estimou nesta segunda-feira a Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais (Abiove), ante uma previsão de 101,7 milhões de toneladas divulgada em dezembro.

“Estamos recebendo feedbacks muito positivos sobre a safra. Sobre produtividade, temos só notícias boas por enquanto. Diferente do ano passado, não há notícias de falta de chuvas”, disse à Reuters o secretário-geral da Abiove, Fábio Trigueirinho.

Na semana passada, uma pesquisa da Reuters – que ainda incluía a estimativa anterior da Abiove – apontou que o consenso entre analistas e entidades do setor é de uma safra de mais de 104 milhões de toneladas.

Neste cenário, o Brasil deverá novamente figurar como o maior exportador mundial da oleaginosa.

A Abiove, que representa as grandes indústrias e tradings exportadoras de soja do país, disse que espera embarques recordes de 58,7 milhões de toneladas de soja em 2017, ante 58 milhões da previsão anterior e 51,58 milhões em 2016.

A Abiove estimou que o Brasil irá também elevar o faturamento das exportações do complexo soja, totalizando 29,176 bilhões de dólares em 2017, incluindo embarques de soja em grão, farelo e óleo.

A previsão anterior era de faturamento de 27,56 bilhões de dólares. A entidade melhorou suas projeções para os preços dos produtos.

O valor ainda fica atrás do faturamento de 2014, que superou 31 bilhões de dólares, em um período de cotações bem mais elevadas para a soja no mercado global. (Da Reuters).