China é o maior comprador de produtos de MS; soja lidera

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on print
Print
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on print

Da Redação

A China é o país que mais compra produtos de Mato Grosso do Sul. Conforme dados do Ministério do Desenvolvimento, no primeiro semestre, o país com maior população mundial foi responsável pela importação de 42% dos itens produzidos no Estado. A Itália aparece em segundo, com 5,3% de participação, seguida pela Holanda que aumentou em 20% a compra de produtos de MS em 2016.

Soja é principal produto de MS adquirido pelo mercado Chinês - (Foto: Divulgação)
Soja é principal produto de MS adquirido pelo mercado Chinês – (Foto: Divulgação)

Segundo os dados da Secretaria de Comércio Exterior, nos seis primeiros meses de 2016, a soja foi o produto mais exportado de Mato Grosso do Sul. Foram mais de 2 bilhões de quilos que somaram US$ 845 milhões no semestre. A balança comercial acumula saldo de US$ 171 milhões.

O grão representa 36% de tudo o que foi exportado pelo Estado no semestre. Em segundo lugar aparece a celulose, com participação de 21% e rendendo US$ 503 milhões. O milho, em commodity, aumentou em 122% o volume exportado entre o ano passado e este, chegando a 1.221 bilhão de quilos e US$ 201 milhões, na terceira posição do ranking.

Os dados da Secretaria de Comércio Exterior ainda mostram queda de 20% no volume exportado de carne bovina no primeiro semestre de 2016 comparado ao mesmo período de 2015. O segmento representa 6% das exportações estaduais e ocupa o quarto lugar entre os produtos enviados a outros países.

Os açúcares de cana também perderam espaço na balança comercial de MS, com queda de 38% no semestre. Assim como o minério de ferro, que viu as exportações caírem 39% em seis meses, resultado de preços altos e crise no setor.

IMPORTAÇÕES

Diferente do ano passado, nos seis primeiros meses de 2016 em nenhum deles houve déficit na balança comercial. As exportações somaram US$ 2.351 bilhões enquanto as importações US$ 1.122 bilhão.

Há anos, o gás natural boliviano é o produto mais importado por Mato Grosso do Sul. O combustível que abastece indústrias e comércios do Estado representa 61% de tudo o que o Estado compra de outros países, porém o volume caiu 42% no semestre comparado ao mesmo período do ano passado. Por esse mesmo motivo, a Bolívia é o principal fornecedor de MS.