Câmara regulamenta bairros de acesso controlado em Dourados

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on print
Print
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on print

cmd_promulga

O presidente da Câmara Municipal, vereador Alan Guedes (Progressistas), promulgou, na manhã desta segunda-feira, 27, a Lei n° 4.515, de 27 de julho de 2020, de autoria do vereador Mauricio Lemes (PSB), que estabelece normas para implantação e regularização de loteamento de acesso controlado, responsabilidades da Associação de Moradores e Proprietários, além de concessão do direito real de uso.

A Lei foi aprovada por unanimidade pelos vereadores no mês de junho e encaminhada para sanção da administração municipal, contudo, ao decorrer o prazo, não houve sanção e nem veto do Executivo. “Entendemos a importância desta lei e estamos exercendo a prerrogativa que temos de promulgá-la”, afirmou Alan Guedes.

Na prática, a lei tem como propósito a identificação, ou seja, o visitante, ao se apresentar na portaria do bairro, não poderá ter nenhum constrangimento no acesso. No caso de impedimento, o cidadão não residente poderá acionar a Agência Municipal de Transporte e Trânsito (Agetran) e Guarda Municipal para providências. O loteamento já existente que pretenda implantar o acesso controlado deverá ser firmado o requerimento pela Associação dos Moradores e Proprietários com a concordância expressa de, no mínimo, 60% dos proprietários de lotes.

Com relação à instalação de cancelas, a Lei prevê a possibilidade, caso a Associação de Moradores e proprietários julguem necessário, desde que não dificulte a trafegabilidade a outros bairros ou loteamentos adjacentes. O projeto e instalação de cancelas ficarão sobre a responsabilidade da Associação, não onerando o Município quanto ao projeto e instalação.

Conforme o autor da Lei, vereador Mauricio Lemes, o objetivo é oferecer aos moradores maior segurança aos bairros se enquadrarem as especificações previstas na lei, porém não é restritiva, pois não veda a entrada de pedestres ou condutores de veículos não residentes no bairro. “Fico satisfeito e feliz em ter a lei aprovada e agora passará a valer no âmbito municipal, pois essa é uma realidade, estamos nos adequando à uma normativa federal”, enfatizou.

Além de Alan Guedes e Mauricio Lemes, ato de promulgação contou com a presença do vereador Sergio Nogueira (PSDB) e de representantes de Associação dos Moradores e Proprietários.