Câmara de Dourados aprova suspensão do recesso de julho

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on print
Print
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on print

sessão cmd

Com vistas à situação emergente da pandemia de Covid-19, a Câmara Municipal de Dourados, por meio da Mesa Diretora e anuência dos demais vereadores, aprovou na 1ª sessão extraordinária remota do ano, Projeto de Resolução nº 004/2020 que suspende o recesso do mês de julho.

Por unanimidade, o projeto aprovado em única discussão e votação pelos vereadores da Casa de Leis acrescenta dispositivo ao Artigo 8ª, do Regimento Interno da Câmara Municipal de Dourados, no qual cita que, havendo motivo justificado, a Mesa poderá suspender, integral ou parcialmente, o recesso parlamentar.

“Neste momento que Dourados enfrenta, sabemos que temos um desafio pela frente e que não seria adequado que a Câmara se desmobilizasse. Seria regimentalmente possível que entrássemos em recesso, mas é um entendimento coletivo da importância do Poder Legislativo se manter mobilizado, haja vista a necessidade de discutir importantes assuntos que têm a necessidade que sejam promulgados e sancionados até o final do mês de julho. Neste momento é dever da nossa Casa, é um esforço coletivo, um esforço do parlamento para ficarmos mobilizados e entregarmos para sociedade as respostas tão necessárias”, garantiu o presidente do Poder Legislativo, vereador Alan Guedes (Progressistas).

Durante sessão extraordinária também foi aprovado o Projeto de Resolução nº 003/2020, de autoria da Mesa Diretora, que acrescenta o §6º ao Artigo 92-A, do Regimento Interno da Câmara. O parágrafo acrescentado autoriza as Frentes Parlamentares convidarem pessoas diversas do parlamento para integrar o grupo de trabalho, que poderão contribuir de acordo com suas habilidades técnicas.

Para a realização da 1ª sessão extraordinária remota do ano não houve nenhuma despesa ou pagamento extra.