DNIT suspende licitação de R$ 32 mi para obras na BR-267

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on print
Print
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on print
Edital previa recuperação e conservação de trecho da BR-267 no Estado (Foto: Reprodução/Dnit)
Edital previa recuperação e conservação de trecho da BR-267 no Estado (Foto: Reprodução/Dnit)

O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) suspendeu licitação de R$ 32,7 milhões para obras de manutenção e conservação da rodovia BR-267 em Mato Grosso do Sul. O texto foi publicado na edição desta terça-feira (27) do Diário Oficial da União (DOU).

Conforme o edital, hoje estava prevista a abertura das propostas de empresas candidatas a executar o serviço no trecho entre Nova Casa Verde, distrito de Nova Andradina, até Nova Alvorada do Sul. Não foi divulgado o motivo da suspensão.

A licitação previa restauração de trecho entre Casa Verde, distrito de Nova Andradina, e o entroncamento com a BR-163, em Nova Alvorada do Sul. A contratação tinha objetivo de manter a acostamentos e faixa de domínio em condições seguras de trafegabilidade.

Entre os serviços previstos estavam a recuperação de defeitos no pavimento; manutenção da sinalização horizontal; limpeza e conservação da faixa de domínio, drenagem, defensas, guarda-corpos e caiação (pintura com cal); além de controle da vegetação.

No início de agosto, o Dnit contratou a Civilpav Construções LTDA para recuperação e conservação de outro trecho da BR-267, de 104,8 quilômetros, entre a ponte sobre o Rio Perdido e a fronteira do Brasil com o Paraguai, em Porto Murtinho. O vínculo foi orçado em R$ 12,7 milhões.

Em Mato Grosso do Sul, a BR-267 começa na divisa com São Paulo, em Bataguassu, e termina em Porto Murtinho, na fronteira com o Paraguai.