Lentidão nas obras da BR-163 será tema de audiência

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on print
Print
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on print
Após reclamações, Deputados vão apurar a morosidade nas obras; CPI não é descartada
Após reclamações, Deputados vão apurar a morosidade nas obras; CPI não é descartada

Os deputados marcaram para o dia 16 de março, a audiência pública para discutir a obra de duplicação da BR-163. Foram convidados para o evento a ANTT (Agência Nacional de Transporte Terrestres), a empresa CCR MSVia, além dos prefeitos das cidades envolvidas no projeto e a bancada federal do Estado.

O assunto entrou em pauta nesta semana, durante a sessão na Assembleia Legislativa. Os deputados reclamaram da “lentidão e demora” da obra de duplicação, além do preço cobrado nos pedágio em diversos trechos do Estado. Eles disseram que a intenção desta audiência é ter uma posição mais efetiva tanto da empresa (CCR MSVia), como da ANTT, responsável pela fiscalização.

“Depois do apoio dos colegas, nós conseguimos agendar o encontro para o dia 16 (março), a partir das 9h, na Assembleia. Esperamos que o representante da ANTT tenha poder de decisão e não apenas venha aqui nos ouvir”, disse Joção Grandão (PT). Ministério Público Federal e governo estadual também foram chamados.

O tema gerou várias sugestões dos parlamentares. Onevan de Matos (PSDB) chegou a dizer que caso não haja uma “solução” para a história, o legislativo poderia abrir uma CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) sobre o tema. Já Amarildo Cruz (PT) propôs uma ação civil pública para “suspender” o contrato de concessão com a empresa.