Warning: Use of undefined constant ‘imagem - assumed '‘imagem' (this will throw an Error in a future version of PHP) in /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php on line 52 Call Stack: 0.0001 402368 1. {main}() /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:0 0.0002 403872 2. require('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:17 0.5934 36045392 3. require_once('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php:19 0.6079 36988280 4. include('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php:106 Warning: Use of undefined constant noticias’ - assumed 'noticias’' (this will throw an Error in a future version of PHP) in /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php on line 52 Call Stack: 0.0001 402368 1. {main}() /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:0 0.0002 403872 2. require('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:17 0.5934 36045392 3. require_once('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php:19 0.6079 36988280 4. include('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php:106 Warning: A non-numeric value encountered in /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php on line 52 Call Stack: 0.0001 402368 1. {main}() /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:0 0.0002 403872 2. require('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:17 0.5934 36045392 3. require_once('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php:19 0.6079 36988280 4. include('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php:106 Warning: A non-numeric value encountered in /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php on line 52 Call Stack: 0.0001 402368 1. {main}() /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:0 0.0002 403872 2. require('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:17 0.5934 36045392 3. require_once('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php:19 0.6079 36988280 4. include('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php:106

Valor bruto da produção tem alta de 25% e chega a R$ 51 bilhões em MS

Relatório anual da Famasul (Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul) aponta que 2020 deve fechar com aumento de 25,46% no VBP (Valor Bruto da Produção) – que mede a receita de todos os serviços e bens produzidos, chegando a R$ 51 bilhões em MS.

Conforme o levantamento técnico da instituição, o VBP a agricultura foi responsável por puxar a alta, com crescimento de 37,69% em relação a 2019 – passando de R$ 25,10 bilhões a R$ 34,57 bilhões.

Os dados mostram que MS é 2º no ranking nacional de produção de carne bovina. Também tem a vice-liderança na produção de produtos florestais.

Já nas exportações, o estado manteve saldo crescente, com aumento de 8% na receita, que passou de R$ 4,99 bilhões em 2019 para R$ 5,4 bilhões em 2020.

O complexo sucroenergético lidera com aumento de 330% na receita – de U$ 67 milhões para U$ 289 milhões – e de 353% no volume – de 238 mil toneladas para 1 milhão de toneladas. Carne, soja e produtos florestais também puxaram os aumentos das exportações.

China se concretiza como o principal destino dos produtos sul-mato-grossenses, apresentando 49% na participação de receita – aumento de 28,9% em relação ao ano anterior. Em seguida aparecem Estados Unidos (4,31%) e Hong Kong (3,43%).