Warning: Use of undefined constant ‘imagem - assumed '‘imagem' (this will throw an Error in a future version of PHP) in /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php on line 52 Call Stack: 0.0000 401096 1. {main}() /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:0 0.0000 401368 2. require('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:17 0.3138 8755152 3. require_once('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php:19 0.3327 9751312 4. include('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php:106 Warning: Use of undefined constant noticias’ - assumed 'noticias’' (this will throw an Error in a future version of PHP) in /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php on line 52 Call Stack: 0.0000 401096 1. {main}() /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:0 0.0000 401368 2. require('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:17 0.3138 8755152 3. require_once('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php:19 0.3327 9751312 4. include('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php:106 Warning: A non-numeric value encountered in /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php on line 52 Call Stack: 0.0000 401096 1. {main}() /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:0 0.0000 401368 2. require('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:17 0.3138 8755152 3. require_once('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php:19 0.3327 9751312 4. include('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php:106 Warning: A non-numeric value encountered in /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php on line 52 Call Stack: 0.0000 401096 1. {main}() /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:0 0.0000 401368 2. require('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:17 0.3138 8755152 3. require_once('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php:19 0.3327 9751312 4. include('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php:106

UFGD e Senai firmam parceria para avanços tecnológicos

UFGD e Senai firmam parceria para avanços tecnológicos

O diretor-regional do Senai, Jesner Escandolhero, e a reitora da UFGD (Universidade Federal da Grande Dourados), Liane Maria Calarge, assinaram, nesta sexta-feira (15/04), no Edifício Casa da Indústria, em Campo Grande (MS), termo de cooperação técnica para unir esforços para a concepção e realização de trabalhos e projetos que contribuam para o avanço tecnológico das indústrias de Mato Grosso do Sul.

Parceria visa desenvolver projetos de inovação e tecnologia e de novos produtos ou processos, assim como seu melhoramento

Parceria visa desenvolver projetos de inovação e tecnologia e de novos produtos ou processos, assim como seu melhoramento

“Com esse termo, buscamos estreitar a relação por meio de esforços para desenvolver projetos de inovação e tecnologia e de novos produtos ou processos, assim como seu melhoramento. O Senai atua como alavancador da competitividade pela inovação e, nesse sentido, investe em tecnologia como solução para a indústria por meio do suporte para o desenvolvimento de pesquisas que tenham total aplicabilidade para as empresas. Nós fazemos a ponte entre a academia e as indústrias”, declarou Jesner Escandolhero.

A reitora Liane Calarge afirmou que ações como a assinatura do termo de cooperação têm efeitos para ambas instituições. “O termo de cooperação firmado é de mão dupla, pois todos ganhamos. As universidades não se sustentam mais com o Governo e, por isso, é fundamental buscar novas formas de trabalho. Não existe hoje fazer pesquisa sem propósito, tem que ter aplicabilidade na sociedade. Então, vamos potencializar as competências da universidade e trazer inovação, ou seja, unir os agentes e fazer chegar o conhecimento onde precisa”, observou.

Durante a reunião para a assinatura do termo de cooperação técnica, o diretor-técnico do Senai, Gilberto Schaedler, falou sobre as oportunidades de desenvolvimento de pesquisa. “As ações necessárias para melhorar a competitividade da indústria passam formação de recursos humanos qualificados, promoção de inovação, apoio de projetos estruturantes e incentivo de programas setoriais de inovação”, afirmou.

Gilberto Schaedler reforçou ainda a união de esforços com objetivos em comum por meio da plataforma tecnológica, que reúne diferentes atores com papel no desenvolvimento tecnológico para evitar a duplicação de investimentos e superar obstáculos ao desenvolvimento de novas tecnologias, além de integrar a visão estratégica do desenvolvimento de tecnologias emergentes.

Com assessoria