Warning: Use of undefined constant ‘imagem - assumed '‘imagem' (this will throw an Error in a future version of PHP) in /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php on line 52 Call Stack: 0.0000 400968 1. {main}() /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:0 0.0000 401240 2. require('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:17 0.3278 8700712 3. require_once('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php:19 0.3379 9144656 4. include('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php:106 Warning: Use of undefined constant noticias’ - assumed 'noticias’' (this will throw an Error in a future version of PHP) in /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php on line 52 Call Stack: 0.0000 400968 1. {main}() /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:0 0.0000 401240 2. require('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:17 0.3278 8700712 3. require_once('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php:19 0.3379 9144656 4. include('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php:106 Warning: A non-numeric value encountered in /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php on line 52 Call Stack: 0.0000 400968 1. {main}() /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:0 0.0000 401240 2. require('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:17 0.3278 8700712 3. require_once('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php:19 0.3379 9144656 4. include('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php:106 Warning: A non-numeric value encountered in /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php on line 52 Call Stack: 0.0000 400968 1. {main}() /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:0 0.0000 401240 2. require('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:17 0.3278 8700712 3. require_once('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php:19 0.3379 9144656 4. include('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php:106

Senai Dourados desenvolve linguiça suína frescal

Senai Dourados desenvolve linguiça suína frescal

 

Os alunos do curso técnico em agroindústria do Senai de Dourados tiveram, nesta semana, uma aula prática diferenciada na unidade de tecnologia de carnes derivados. Eles desenvolveram uma linguiça suína frescal e dry aged (maturação à seco) durante a aula realizada na CPA (Centro de Processamento de Alimentos).

Alunos do Senai desenvolveram uma linguiça suína frescal e dry aged (maturação à seco) durante a aula realizada na CPA - (Foto: Divulgação)

Alunos do Senai desenvolveram uma linguiça suína frescal e dry aged (maturação à seco) durante a aula realizada na CPA. (Foto: Divulgação).

O professor Gláucio Nunes da Silva destacou o resultado alcançado porque foi possível associar conhecimento teórico com o desenvolvimento prático de um produto cárneo embutido. “Conseguimos avaliar o processo de maturação da carne e isso é muito importante para a formação dos alunos”, declarou.

Segundo a coordenadora pedagógica do Senai de Dourados, Juliana Serafini Kolling, esse é o diferencial dos cursos técnicos desenvolvidos na entidade. “Em uma aula dinâmica e diferenciada, os alunos colocaram em prática o que aprenderam na teoria”, reforçou.

A aluna Suellen Rodrigues Martins gostou muito da aula prática. “Aprendi sobre a maturação que é um processo que influencia na maciez da carne e também sobre as boas práticas de manipulação de alimentos que é indispensável para a qualidade do produto”, comentou.

Já o aluno Jheivys Martins Gonçales relatou que aprendeu sobre o processo de obtenção de produtos cárneos embutidos submetido ao processo de cura. “É importante para aumentar a vida de prateleira do produto como também realçar a cor e o sabor do produto”, relatou.