Warning: Use of undefined constant ‘imagem - assumed '‘imagem' (this will throw an Error in a future version of PHP) in /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php on line 52 Call Stack: 0.0001 402432 1. {main}() /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:0 0.0001 403936 2. require('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:17 0.4918 36542064 3. require_once('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php:19 0.5062 37496568 4. include('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php:106 Warning: Use of undefined constant noticias’ - assumed 'noticias’' (this will throw an Error in a future version of PHP) in /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php on line 52 Call Stack: 0.0001 402432 1. {main}() /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:0 0.0001 403936 2. require('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:17 0.4918 36542064 3. require_once('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php:19 0.5062 37496568 4. include('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php:106 Warning: A non-numeric value encountered in /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php on line 52 Call Stack: 0.0001 402432 1. {main}() /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:0 0.0001 403936 2. require('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:17 0.4918 36542064 3. require_once('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php:19 0.5062 37496568 4. include('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php:106 Warning: A non-numeric value encountered in /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php on line 52 Call Stack: 0.0001 402432 1. {main}() /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:0 0.0001 403936 2. require('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:17 0.4918 36542064 3. require_once('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php:19 0.5062 37496568 4. include('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php:106

Revista de bordo da Passaredo destaca economia, negocios e lazer em Dourados

23/01/2016

 

revista_passaredo - Copia

Revista de bordo da Passaredo

Dourados foi a cidade destaque da nona edição da Pass, revista de bordo da Passaredo Linhas Aéreas. A edição circulou nas aeronaves e aeroportos onde a empresa opera. A reportagem de seis páginas fala da economia, cultura, entretenimento, lazer e turismo. Logo na capa Dourados é apresentada como “jovem cidade conhecida como portal do Mercosul, que vive da agricultura, pecuária, prestação de serviços e turismo de negócios”.

Além da reportagem o comandante José Luiz Felício Filho, presidente da Passaredo, destaca no editorial Dourados como cidade formosa pelos seus campos de produção agrícola e como polo regional de serviços e educação. Ele ressalta ainda a localização da cidade, que lhe confere o título de “Portal do Mercosul”. Coloca também em evidência a Reserva Indígena de Dourados, que abriga 15mil índios guarani, Kaiowá e terena.

A matéria aponta Dourados como cidade modelo, polo sucroenergetico e educacional, mais importante centro agropecuária da região e que atrai consumidores de mercados nacional e internacional. Cita-a como entre as primeiras cidades do Brasil de porte médio em indicadores fiscais, econômicos e padrão de vida. Segundo a reportagem, é a única cidade do Brasil a ter 38 municípios num raio médio de 150 quilômetros.

Para a Pass, Dourados é um “centro polarizador, com expansão das atividades ligadas à criação de um mercado consumidor, combinando com saúde e educação”. Lembra que a cidade é a segunda do Brasil em crescimento do emprego bom e está entre as que fogem à regra da escassez de emprego bem remunerado no Brasil. Ressalta que Dourados se destaca como cidade universitária, com 22 mil alunos matriculados.

No turismo cita o crescimento da rede hoteleira e aponta a cidade como passagem obrigatória para quem busca os destinos turísticos Bonito, Pantanal e Cerro Corá (parque histórico e natural localizado a 60 quilômetros de Ponta Porã). Os principais pontos turísticos destacados são a reserva indígena, que recebe turistas internacionais e a feira de artesanato da Vila São Pedro. Entre os eventos cita o Dourados Brilha, o Japão fest, Canasul e Agrometal, Expoagro e a Festa do Peixe.

A reportagem aborda um pouco da história de Dourados, falando da criação da primeira fonte econômica, que foi a extração da erva mate, e da CAND (Colônia Agrícola Nacional de Dourados), que trouxe os primeiros agricultores comerciais. Em desaque está a figura do ervateiro no início da colonização.

Na área cultura a revista dá um enfoque ao tereré, como processo de socialização sem preconceitos.  Destaca o churrasco com mandioca como ponto forte da culinária local, lembrando também da sopa paraguaia, chipa, os pratos à base de peixe e a culinária oriental. Na música o destaque é para rap criado na reserva indígena que mistura letra em português e guarani. O grupo Brô Mc´s ganhou a foto de destaque. Fala ainda da influência dos gaúchos, do chamamé e guarania e do sertanejo na musicalidade local.

O texto dá ênfase também para a qualidade de vida, citando Dourados como a mais arborizada de Mato Grosso do Sul, com aproximadamente 250 mil árvores, com destaque para os ipês. Cita os parques e monumentos que embelezam a cidade, apontando entre eles o Parque do lago (Antenor Martins), o Parque dos Ipês, o Teatro Municipal, a Praça Antônio João.

A tradição religiosa é citada, dando como exemplo a Igreja Catedral Imaculada Conceição e a capela dedicada à Virgem de Caacupê, na Praça Paraguaia. Com relação ao esporte a matéria lembra de grandes atletas da cidade no futebol, como Lucas Leiva, Keirrison e Alex – Babalú; no judô,  Camila Gebara, e no karatê, Janaina Gomes. Destaca ainda o bike-trial Abílio Pietramale,. A reportagem completa pode ser lida através de tablets e smartphones, pelos APPs  PlayStore  e Aplle Store.

Dourados Brilha

A revista também destacou em outra sessão o evento Dourados Brilha, criado pelo prefeito Murilo, com o título “Um Show de cidade”.

A nota diz que a cidade de Dourados muda a paisagem todo final de ano. “O mundo mágico criado pelo evento na Praça Antônio João encanta crianças e adultos”, diz, informando que o evento acontece de 1º a 31 de dezembro.

Considera um dos principais eventos de final de ano no Mato Grosso do Sul e ressalta a programação cultural variada, com apresentações de dança, shows, praça de alimentação, artesanato e pista de patinação.

 

Voos

A Passaredo que já chegou a operar dois voos diários ida e volta para São Paulo e um para Campo Grande, hoje opera apenas um para a capital paulista (Guarulhos), com partida às 3h. Esse voo tem escala em Cascavel (PR). No retorno a chegada em Dourados ocorre à 1h05. A empresa alega ajuste na malha em função da crise econômica pelo corte de um voo.

A partir do dia 11 de janeiro a empresa deve tirar a escala em Cascavel, ficando com o voo direto entre Dourados e São Paulo. A partida de Dourados será mais tarde, às 4h30. Já no retorno a chegada prevista em Dourados é para as 22:35h.

Deixe uma resposta