Renato propõe que recursos da caravana sejam investidos no interior

Renato propõe que recursos da caravana sejam investidos no interior
Deputado também cobrou do secretário o aumento dos repasses à Dourados, devido à sua importância e abrangência no atendimento à saúde

Deputado também cobrou do secretário o aumento dos repasses à Dourados, devido à sua importância e abrangência no atendimento à saúde

Membro da Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa, o deputado estadual Renato Câmara (MDB) participou nesta quinta-feira (28) da audiência pública de prestação de contas da Secretaria estadual de Saúde. Durante o evento, o deputado propôs ao secretário estadual de Saúde, Geraldo Resende, que o governo do Estado passe a usar os recursos empregados no programa Caravana da Saúde para investir na estruturação dos hospitais do interior ou, ao menos, para fazer parcerias com as prefeituras.

Conforme Renato Câmara, a regionalização dos investimentos em saúde é uma das principais alternativas para desafogar a demanda reprimida por leitos, exames e cirurgias existentes atualmente em Mato Grosso do Sul e garantir um atendimento mais humanizado e de qualidade ao cidadão. “Nós temos uma enorme reclamação por parte dos pequenos municípios, que possuem suas unidades hospitalares e enfrentam enormes dificuldades para manter as portas abertas devido ao alto custo destas estruturas e falta de apoio do Estado no cofinanciamento dos pequenos hospitais. Por isso, estou sugerindo ao Estado a possibilidade de levar esses recursos gastos com a caravana para os municípios, investindo em mutirões permanentes de exames e cirurgias e estruturando os pequenos hospitais”, destacou Câmara.

Durante a audiência pública, Renato Câmara também cobrou do secretário o aumento dos repasses à Dourados, devido à sua importância e abrangência no atendimento à saúde. Ele mencionou, de modo específico, o Hospital da Vida, que precisa de muitas melhorias.

“Dourados é referência de atendimento para 33 municípios da região e tem enfrentado muitas dificuldades para oferecer um atendimento digno à população. Semanas atrás, os funcionários do Hospital da Vida chegaram a informar a impossibilidade de receber novos pacientes devido a falta de leitos, superlotação e pela precariedade enfrentada diariamente por funcionários e pacientes. O hospital precisa de um socorro do governo do Estado. Precisamos de investimentos e uma ação mais efetiva Estado para que a população de Dourados e região possam ter mais tranquilidade na hora de encaminhar um paciente ou familiar ao Hospital da Vida. Também precisamos rediscutir o repasse per capita feito pelo Estado para o custeio da saúde de Dourados para enfrentarmos os grandes desafios vistos todos os dias pela comunidade”, disse o deputado.