Renato propõe corredores para ônibus e bicicletas

Renato propõe corredores para ônibus e bicicletas
Deputado Renato Câmara apresentou propostas ao Plano Diretor de Dourados, durante audiência pública realizada na quinta-feira pela Câmara de Vereadores de Dourados

Deputado Renato Câmara apresentou propostas ao Plano Diretor de Dourados, durante audiência pública realizada na quinta-feira pela Câmara de Vereadores de Dourados

O deputado estadual Renato Câmara (MDB) participou na noite desta quinta-feira (13), na Câmara Municipal de Dourados, da audiência pública ‘Plano Diretor – Estratégias e Desafios’, promovida por proposição do presidente da Casa Alan Guedes (DEM), em parceria com o CAU/MS (Conselho de Arquitetura e Urbanismo de Mato Grosso do Sul). O evento teve o objetivo de debater diversos aspectos relacionados ao Plano Diretor, entre eles, mobilidade urbana, ordenamento municipal e os efeitos dessa legislação para a comunidade.

Durante os debates, Renato Câmara enfatizou que o grande desafio enfrentado por cidades em franco desenvolvimento, como é caso de Dourados, é o de estabelecer meios sustentáveis de mobilidade urbana para o futuro, planejando a cidade para os próximos 20 anos. Para o deputado, Dourados apresenta características urbanísticas favoráveis a ampliação e modernização da rede de ciclovias. “A cidade, que é plana, não pode prescindir desse tipo de transporte, que é barato, limpo e ecologicamente correto. É preciso ampliar a rede de ciclovias, com a criação de grandes corredores, inclusive aproveitando as vias que tem calçadas muito largas”, sugeriu.

Outro meio de transporte citado pelo deputado na audiência pública é o coletivo por meio de ônibus. Renato Câmara destacou a importância de serem criados corredores rápidos de ônibus entre terminais, que poderiam ser abastecidos por corredores auxiliares. Desta forma o acesso a todos os pontos da cidade ficaria muito mais rápido.

PLANO DIRETOR

O Plano Diretor trata das diretrizes, estratégias, linhas de ação, projetos, programas e estabelece metas para o atendimento das necessidades de deslocamento no espaço urbano, tendo o pedestre como prioridade.  O Plano de Dourados foi instituído pela LC (Lei Complementar) 72, de 30 de dezembro de 2003, como parte integrante do planejamento municipal, ajustado ao plano plurianual, as diretrizes orçamentárias e o orçamento anual, para incorporar as diretrizes e as prioridades da política de desenvolvimento urbano do município, e em 2018 passou por um processo de revisão, a cargo da empresa Edson Marchioro Arquitetura, Urbanismo e Engenharia Ltda, contratada para elaborar o Plano de Mobilidade Urbana.