Warning: Use of undefined constant ‘imagem - assumed '‘imagem' (this will throw an Error in a future version of PHP) in /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php on line 52 Call Stack: 0.0000 400968 1. {main}() /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:0 0.0001 401240 2. require('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:17 0.3339 12305000 3. require_once('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php:19 0.3449 12937640 4. include('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php:106 Warning: Use of undefined constant noticias’ - assumed 'noticias’' (this will throw an Error in a future version of PHP) in /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php on line 52 Call Stack: 0.0000 400968 1. {main}() /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:0 0.0001 401240 2. require('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:17 0.3339 12305000 3. require_once('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php:19 0.3449 12937640 4. include('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php:106 Warning: A non-numeric value encountered in /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php on line 52 Call Stack: 0.0000 400968 1. {main}() /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:0 0.0001 401240 2. require('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:17 0.3339 12305000 3. require_once('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php:19 0.3449 12937640 4. include('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php:106 Warning: A non-numeric value encountered in /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php on line 52 Call Stack: 0.0000 400968 1. {main}() /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:0 0.0001 401240 2. require('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:17 0.3339 12305000 3. require_once('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php:19 0.3449 12937640 4. include('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php:106

Rádio Cultura de Naviraí vai migrar frequência de AM para FM

Rádio Cultura de Naviraí vai migrar frequência de AM para FM

 

Eduardo Mendes, ao lado da esposa Glauce Medeiros assinou a documentação para a transformação da emissão em FM. (Foto: Divulgação).

Eduardo Mendes, ao lado da esposa Glauce Medeiros assinou a documentação para a transformação da emissão em FM. (Foto: Divulgação).

O ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab, autorizou na segunda-feira (24), em Campo Grande, durante, a permissão para rádios AM de Mato Grosso do Sul e Mato Grosso migrarem para FM.

Um total de 24 emissoras de Mato Grosso do Sul foram atendidas entre elas a Radio Cultura de Naviraí, que em breve passará a ser operada na freqüência modulada – FM de 105,7.

Ao migrar a operação para a faixa FM, as rádios também podem ser sintonizadas em dispositivos móveis, como tablets e smartphones, o que garante a continuidade e a modernização do serviço.

Os termos que foram assinados na segunda-feira (24), são os aditivos de adaptação das outorgas, um dos últimos passos do processo de mudança. Depois disso, as rádios devem apresentar um projeto técnico de instalação da FM à Secretaria de Radiodifusão e solicitar à Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) a autorização de uso da freqüência. A partir da liberação, os veículos já podem começar a transmitir a programação na nova faixa.

“Hoje começa um novo macro da comunicação, onde as emissoras de AM estão migrando para o sistema FM” disse Eduardo Mendes que ao lado de seu esposa Glauce Medeiros  assinou a documentação para a transformação da emissão em FM.

A Rádio Cultura no estado tem uma história marcante especialmente no cone sul do estado. Pioneira do sul do Estado de Mato Grosso do Sul a Rádio Cultura de Naviraí foi implantada pelos senhores Ernesto Rui Nenê Dorneles, Antônio Augusto dos Santos (Virote) (In memorian), Ronald Almeida Cançado e Antônio Pacola também (In memorian)  e hoje segue sendo administrada com nova diretoria encabeçada pelo empresário Eduardo Mendes.

A Rádio teve as suas atividades radiofônicas iniciadas em maio de 1980 habilitada com a potência de 1.000 Wats, operando na freqüência de 1.550 KHZ, por se tratar de Naviraí uma cidade considerada área de faixa de fronteira, a emissora recebeu uma licença especial do Ministério das Comunicações ganhando uma nova freqüência e potência. A emissora passou a operar na freqüência de 690 Khz com um transmissor de 5.000 Wats.

Segundo Eduardo Mendes o processo da migração deve ser executado dentro de poucos dias e com certeza a Rádio Cultura passará a levar muito mais informações e entretenimento para seus ouvintes. “Muitas novidades estão por vim, assim que passarmos a operar na freqüência FM de 105,7”, finalizou Eduardo.