Warning: Use of undefined constant ‘imagem - assumed '‘imagem' (this will throw an Error in a future version of PHP) in /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php on line 52 Call Stack: 0.0000 401032 1. {main}() /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:0 0.0000 401304 2. require('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:17 0.3101 8754640 3. require_once('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php:19 0.3239 9750800 4. include('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php:106 Warning: Use of undefined constant noticias’ - assumed 'noticias’' (this will throw an Error in a future version of PHP) in /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php on line 52 Call Stack: 0.0000 401032 1. {main}() /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:0 0.0000 401304 2. require('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:17 0.3101 8754640 3. require_once('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php:19 0.3239 9750800 4. include('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php:106 Warning: A non-numeric value encountered in /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php on line 52 Call Stack: 0.0000 401032 1. {main}() /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:0 0.0000 401304 2. require('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:17 0.3101 8754640 3. require_once('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php:19 0.3239 9750800 4. include('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php:106 Warning: A non-numeric value encountered in /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php on line 52 Call Stack: 0.0000 401032 1. {main}() /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:0 0.0000 401304 2. require('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:17 0.3101 8754640 3. require_once('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php:19 0.3239 9750800 4. include('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php:106

Projeto de ferrovia de Dourados será apresentado em Dubai

Projeto de ferrovia de Dourados será apresentado em Dubai

ferrovia

Projeto de R$ 40 milhões para estruturar a malha ferroviária e concretizar as ligações Foz do Iguaçu-Cascavel e Dourados-Paranaguá será apresentado pelo Governo do Paraná a investidores internacionais durante o Annual Investment Meeting 2020, realizado de 24 a 26 de março do próximo ano em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos.

Segundo Agência de Notícias do Paraná, o convite para participar desse evento que costuma reunir aproximadamente 400 investidores de 150 países foi recebido na segunda-feira (21).

Enviada pelo Ministério da Economia do país árabe, essa proposta foi apresentada pela diretora regional de América Latina e Caribe do evento, Astrid Chedid, ao governador Carlos Massa Ratinho Junior durante reunião no Palácio Iguaçu.

Ainda conforme o governo paranaense, serão levadas “propostas no valor de R$ 290 milhões para melhorar ou implementar pavimentação, trevos, contornos e pontes em ligações rodoviárias; R$ 40 milhões para estruturar a malha ferroviária e concretizar as ligações Foz do Iguaçu-Cascavel e Dourados-Paranaguá; e R$ 20 milhões para segurança pública, o que inclui a Cidade da Polícia, penitenciárias, institutos de criminalística e batalhões”.

No caso específico da ferrovia, Dourados pode ser uma das cidades beneficiadas, já que o traçado previsto para a malha ferroviária deve possibilitar o escoamento da produção agropecuária de toda região com destino ao Porto de Paranaguá, localizado no Estado do Paraná e descrito como o maior porto exportador de produtos agrícolas do Brasil, com destaque para a soja em grão e o farelo de soja, commodities que têm Mato Grosso do Sul como o 5º maior produtor nacional.

Conforme já revelado pelo Dourados News, o projeto inicial da Ferroeste tem custo estimado em US$ 3 bilhões, dos quais R$ 12 bilhões aplicados na construção da estrada de ferro que terá aproximadamente mil quilômetros, passando por Guaíra, Cascavel e Guarapuava, até o Porto de Paranaguá, todas cidades do Paraná.